Light arrecada R$ 2,5 bi em oferta de ações

Operação inclui venda de participações da Cemig na companhia e oferta primária

Rio de Janeiro | Reuters

O conselho de administração da companhia de energia elétrica Light aprovou preço de R$ 18,75 por ação nas ofertas primária (que eleva o capital da empresa) e secundária (quando acionistas vendem participação), em operação que movimentou R$ 2,5 bilhões, segundo fato relevante publicado pela empresa durante a madrugada desta sexta-feira (12).

A Light usará o capital levantado através da oferta de ações para reduzir sua dívida, enquanto sua controladora, a elétrica mineira Cemig, planeja vender uma parcela da companhia.

A oferta restrita (apenas para investidores com mais de R$ 1 milhão) compreende a distribuição primária de 100 milhões de novas ações ordinárias (com direito a voto) e a distribuição secundária de 33 milhões de papéis detidos pela Cemig.

Em razão da operação, o novo capital social da Light passará a ser de aproximadamente R$ 4,1 bilhões.

As novas ações passarão a ser negociadas na B3 em 15 de julho.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.