Caixa acelera planos para crédito prefixado para março de 2020

A expectativa anterior era de lançamento da modalidade até junho do ano que vem

São Paulo

A Caixa prevê lançar o crédito imobiliário prefixado em março de 2020, antecipando em três meses o cronograma anterior para o novo produto. 

A previsão inicial era de que a linha fosse lançada em três anos e, em outubro, o presidente do banco público, Pedro Guimarães, já havia reduzido o prazo para junho do ano que vem.

Ele condicionou, porém, o lançamento do novo produto à securitização do crédito imobiliário.

Securitização é quando o banco vende contratos de crédito em pacotes, como investimentos, no mercado financeiro. Com a medida, o risco de calote deixa de ser do banco e passa para o investidor. 

Caixa Econômica Federal
Logo da Caixa Econômica Federal - Reuters

“Queremos dar aos clientes o poder de escolha sobre qual linha de crédito imobiliário ele quer usar. A modalidade obviamente terá uma diferença de juros, mas isso será discutido com o tempo”, afirmou o presidente.

A linha terá juros prefixados no momento da contratação e não sofrerá correção de nenhum indexador.

Atualmente, a Caixa oferece financiamento imobiliário tradicional —que tem uma taxa predefinida, mas é corrigido pela TR (Taxa Referencial, atualmente zerada)— e o crédito atrelado à inflação, lançado em agosto. A modalidade tem taxas entre 2,95% e 4,95% mais a variação mensal do IPCA. 

“Queremos securitizar a nossa carteira de crédito imobiliário por todos os anos do contrato, e não apenas por um ou dois anos. Todo esse movimento vem em linha com a nossa estratégia de trazer produtos alternativos de crédito imobiliários para as pessoas e de diminuir o risco do nosso balanço”, concluiu Guimarães.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.