Descrição de chapéu The New York Times

Polícia liberta 13 irmãos postos em cativeiro pelos pais em casa nos EUA

Crédito: Riverside County Sheriff's Department/Reuters Louise Ann Turpin e David Allen Turpin foram presos acusados de manter seus 13 filhos em sua casa
Louise Ann Turpin e David Allen Turpin foram presos acusados de manter seus 13 filhos em sua casa

MATTHEW HAAG
DO "NEW YORK TIMES"

Uma adolescente de 17 anos que disse ter sido mantida refém pelos pais em casa em Perris, no Estado americano da Califórnia, escapou neste domingo (14) e alertou às autoridades, que na sequência resgataram seus 12 irmãos, muitos dos quais foram encontrados acorrentados a suas camas.

A informação foi revelada pelo departamento de polícia do condado de Riverside nesta segunda (15). Segundo os agentes, adolescente escapou na manhã de domingo e usou um celular que ela encontrou na casa para ligar para a polícia com sua surpreendente alegação sobre seus irmãos serem mantidos em cativeiro contra sua vontade.

Os policiais encontraram os 12 irmãos da garota —cujas idades variam de dois a 29 anos— em uma casa fétida, vivendo em um cômodo escuro sem acesso a comida adequada ou água.

Algumas das crianças tinham seus movimentos contidos com correntes e cadeados. "Os pais foram incapazes de fornecer imediatamente um motivo lógico de por que seus filhos estavam presos daquela forma", afirmou o departamento de polícia de Riverside, em nota.

Os agentes não conseguiram determinar de imediato que sete dos 13 irmãos já eram adultos devido a seu estado de desnutrição. O mesmo com a adolescente que fez a denúncia, que, segundo eles, parecia ter dez anos.

Os pais, David Allen Turpin, 57, e Louise Anna Turpin, 49, foram presos e acusados de tortura e abuso infantil. A fiança para que respondam ao processo em liberdade é de US$ 9 milhões (R$ 28,9 milhões) para cada um.

A polícia não conseguiu determinar quanto tempo os irmãos ficaram em cativeiro. Ao serem soltos eles receberam água e comida e, na sequência foram enviados ao hospital para tratamento.

Os registros públicos do Estado da Califórnia mostram que David e Louise Turpin receberam alvará para criar uma escola particular, a Sandcastle Day, no endereço de sua casa em Perris. A instituição de ensino recebeu seis alunos neste ano letivo —iniciado em setembro— e o casal eram os diretores.

Em uma página de rede social aparentemente criada pelos pais mostraram um casal vestido em roupas de casamento, cercados por dez meninas com vestidos roxos e três meninos de terno.

Um vizinho ouvido pela agência de notícias Reuters que não quis se identificar afirmou não ter visto nada de anormal na casa. Os pais devem ter sua primeira audiência nos tribunais nesta terça.

Com informações da Reuters

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.