Havaianos se preparam para erupção de vulcão Kilauea

Maior ilha do Havaí está em estado de alerta para explosão da caldeira de vulcão e chuva de cinzas

Ricardo Ampudia
São Paulo

A Defesa Civil de Havaí, maior ilha do estado americano de mesmo nome, pediu aos moradores do distrito de Puna que estejam preparados para deixar suas casas, conforme a lava expelida pelo vulcão Kilauea avança.

A localidade de Leilani Estates é uma das mais afetadas até agora, com a lava que escorre da escarpa oeste do vulcão destruindo propriedades e bloqueando estradas.

Nesta sexta (11), o Serviço Geológico americano alertou os moradores sobre o risco de explosão da cratera Halema‘uma‘u. O assoalho rochoso do local cedeu no começo desta semana e, caso o nível do magma baixe muito, fazendo com que água entre pela caldeira, é esperada chuva de cinzas, além do risco de explosão pelo acúmulo de vapores, no pior dos cenários. 

O Parque Nacional dos Vulcões, onde fica o Kilauea, foi fechado nesta quinta (10).
A atividade vulcânica não é uma novidade no cotidiano da Big Island, como é chamada a ilha Havaí, a maior do estado. 

Dos cinco vulcões do condado, três são ativos. O Hualalai é considerado inativo desde sua última erupção, no século 19, assim como o Mauna Kea, o maior da ilha, com 4.207 m.

O Kilauea é considerado um dos mais ativos do mundo e ameaça a ilha de tempos em tempos, bem como o Mauna Loa, também em atividade. O vulcão submarino Loihi, cujo topo se encontra a 975 m do nível do mar, completa a lista.

Conviver com tantas ameaças exige do estado um sistema eficiente de alertas. Os moradores são avisados diariamente via SMS sobre riscos na região onde vivem.

Conforme as fissuras provocadas pela atividade sísmica —já são 15— continuam a expelir gás sulfídrico na atmosfera, a previsão do tempo informa sobre a possibilidade de chuva ácida. A ilha ativou o alerta laranja, um antes do vermelho, quando a erupção ocorre.

A ilha vulcânica de Havaí
A ilha vulcânica de Havaí - Simon Ducroquet/Arte Folhapress

A ilha vulcânica

Chamada de Big Island, a maior ilha do Havaí tem cinco vulcões, três ativos

  1. Puna

    Região é a mais atingida na atividade recente do Kilauea. Moradores estão em alerta para uma evacuação

  2. Kilauea (1.247 m)

    Cratera de Halema‘uma‘u é a parte mais visível da atividade do vulcão, bastante apreciada por turistas. Está fechada sob risco de explosão

  3. Café Havaiano

    Cerca de um terço dos abacaxis enlatados consumidos no mundo vem do Havaí. A indústria já foi maior e declinou ao longo dos anos. Hoje, nas terras férteis das encostas dos vulcões Mauna Loa e Hualalai, se cultiva café gourmet reconhecido mundialmente

  4. Kona

    O Ironman, modalidade de triatlo onde se nada 3,8 km, pedala 180 km e corre 42,2 km foi inventado no Havaí, em 1973. Desde 1981, a prova mais importante da modalidade é realizada na Baía de Kona

  5. Hualalai (2.521 m)

    Vulcão considerado inativo. Sua última erupção foi em 1801 e varreu um vilarejo do mapa na costa nordeste

  6. Kohala do Norte

    Os havaianos também têm seus caubóis. Os paniolos mantêm a tradição de montar cavalos e pastorear gado no norte da ilha

  7. Mauna Loa (4.169 m)

    Considerado ativo, teve sua última erupção em abril de 1984

  8. Mauna Kea (4.207 m)

    Inativo, é possível ver seu pico nevado em algumas épocas do ano

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.