Explosão e sismo em vulcão de Chillán deixam Chile em alerta

Autoridades avaliam que sistema vulcânico pode aumentar sua intensidade

AFP

O complexo vulcânico Nevados de Chillán, situado a 420 km ao sul de Santiago, registrou uma explosão e um sismo de magnitude 3,7 na escala Richter. Para as autoridades chilenas, a atividade vulcânica pode se intensificar.

Um tremor de magnitude superior a 7 já é capaz de causar grande destruição.

A explosão deste sábado (14) se soma a outra registrada na sexta-feira (13), o que "sugere que o sistema vulcânico pode aumentar seu nível de atividade", alerta o Serviço Nacional de Geologia e Mineração (Sernageomin) em um relatório.

Vista dos vulcões Chillán Nuevo e Chillán Viejo, no Chile
Vista dos vulcões Chillán Nuevo e Chillán Viejo, no Chile - Rogerio Assis/Folhapress

O complexo formado por 18 vulcões está em alerta desde 31 de dezembro de 2015. Em 6 de abril deste ano, as autoridades aumentaram o nível a laranja.

O colosso de 3.216 metros de altura é um dos mais ativos do país, e sua última grande erupção foi registrada em 1973.

O Chile, em pleno Círculo de Fogo do Pacífico, conta com cerca de 90 vulcões potencialmente ativos ou que tiveram atividade nos últimos 10 mil anos.

Um total de 45 deles são monitorados pelo Sernageomin, que acompanha a atividade do Chillán.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.