Rafael Balago
São Paulo

Nesta quinta-feira (22), os Estados Unidos celebram o feriado de Ação de Graças, data em que as famílias se reúnem para dividir um pequeno banquete. 

Geralmente, o prato principal é um peru assado. O cardápio também costuma incluir batatas, molho de cranberry e torta de abóbora. O objetivo do encontro é agradecer e celebrar as conquistas e coisas boas que aconteceram ao longo do ano

Além da refeição, há paradas em diversas cidades, com desfiles de personagens. A mais famosa delas é realizada em Nova York desde 1924, e patrocinada por uma loja de departamentos.

 

A festa de Ação de Graças é realizada há quase 400 anos e começou quando os Estados Unidos eram colônia da Inglaterra. Sua origem é marcada por lendas e simbolismos. 

Segundo a Enciclopédia Britânica, o modelo atual da celebração teria se originado de uma festa em 1621, que juntou colonos ingleses e índios em Plymouth, no atual estado de Massachussets, no nordeste do pais.

Chamada de "primeira Ação de Graças', esta festa reuniu um grupo de cerca de 90 nativos e outro de aproximadamente 50 colonos. Após um estranhamento inicial, os dois grupos se integraram e compartilharam comida em um banquete, para celebrar uma boa colheita antes da chegada do inverno. O encontro durou três dias e, depois dele, foi selado um acordo de paz que durou 50 anos. 

Nos anos seguintes, os colonos da região, chamada de Nova Inglaterra, fizeram diversas festas esporádicas para agradecer a Deus por coisas boas, como vitórias militares ou o fim de uma seca.

 

Após a independência, surgiu o debate sobre tornar a data um feriado nacional. Em 1798, o Congresso preferiu deixar a questão para ser decidida por cada estado. A festa era vista como algo típico da região Norte do país, e os moradores do Sul tinham certa resistência a ela.

Na década de 1860, a revista Godey's Lady's Book organizou uma campanha pela criação de um feriado nacional de Ação de Graças, com o objetivo de unir o país. Em 1863, durante a Guerra Civil entre os estados do Norte e os do Sul, o presidente Abraham Lincoln acatou a ideia e decretou que a festa deveria ser celebrada em 26 de novembro, uma quinta-feira. ​

O então presidente dos EUA, George W. Bush, serve peru aos soldados norte-americanos durante visita surpresa feita às tropas em Bagdá (Iraque), no Dia de Ação de Graças. - Anja Niedringhaus - 27.nov.2003/AFP

A partir de então, a data foi sendo definida ano a ano pelos presidentes, e geralmente marcada para a última quinta-feira de novembro. Em 1942, o então presidente Franklin Roosevelt criou uma lei que, desde então, fixa o feriado na quarta quinta-feira de novembro.

Para o comércio, a data significa o início do período de compras de Natal. A partir dos anos 1980, as lojas dos EUA passaram a realizar grandes promoções na sexta-feira após o Dia de Ação de Graças. O evento foi batizado de "Black Friday" (sexta-feira preta). Umas das versões para o nome é que nesse dia os balanços das lojas sairiam do vermelho, cor do prejuízo, e entrariam em preto, que sinaliza lucro. 

O Canadá também celebra o Dia de Ação de Graças, mas antes: na segunda segunda-feira de outubro. A diferença se dá pelo frio. Em novembro, as temperaturas costumam estar abaixo de zero em boa parte do país. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.