Descrição de chapéu The New York Times

Onde está o presidente Duterte? Ausência de uma semana alimenta especulações

Sumiço causa rumores de que líder das Filipinas esteja com doença grave

Jason Gutierrez Megan Specia
Manila (Filipinas) | The New York Times

​O presidente Rodrigo Duterte, das Filipinas, não é conhecido por evitar os holofotes. Seus discursos bombásticos e aparições públicas costumam ganhar manchetes em seu país natal e no mundo.​

Por isso, quando o líder de 74 anos passou vários dias sem aparecer em público, rapidamente começaram as especulações de que ele estivesse gravemente doente.

Nesta semana, os canais de notícias se perguntavam se ele estaria hospitalizado, enquanto os cidadãos trocavam suas próprias teorias nas redes sociais.

Um ex-assessor de Duterte agiu para dissipar os rumores no domingo (19), seis dias depois que o líder foi visto pela última vez. Ele divulgou uma série de fotos que mostram Duterte sentado com ele ao lado de uma mesa em Bahay Pangarap, residência oficial do presidente em Manila.

Vários jornais do dia foram espalhados sobre a mesa à frente deles, e em uma imagem Duterte aponta a manchete do jornal, sugerindo que a foto foi tirada no mesmo dia em que ela foi enviada aos canais de mídia.

O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte - Noel Celis/AFP

Mas mais um dia se passou sem que ele voltasse a ser visto em público, e a segunda-feira marcou uma semana desde que Duterte foi visto pela última vez.

Segundo canais de notícias locais, a última aparição do presidente foi quando ele votou na eleição nacional em 13 de maio. Parecia animado, caminhou sem ajuda e falou brevemente com repórteres na cidade de Davao, no sul do país.

Salvador Panelo, porta-voz do presidente, disse à imprensa na segunda-feira que ele tinha falado com Duterte por telefone e que o presidente estava em sua residência, "assinando papéis".

"Falei com ele ontem", disse o porta-voz. "Sua voz estava muito forte." Panelo acrescentou que Duterte riu dos rumores de que estaria hospitalizado.

"Em outras palavras, para ele não é uma questão séria", disse o porta-voz. "Porque se fosse sério ele diria ao público."

Panelo disse que Duterte esteve em Manila desde sexta-feira (17) e que passou os últimos dois dias com sua família.

O porta-voz afirmou que quando perguntou ao presidente sobre os rumores de uma visita ao hospital, ele lhe disse: "Nem confirmo nem nego. Tirem suas próprias conclusões."

Relatos de problemas de saúde acompanham Duterte há algum tempo. Ele revelou em outubro que fez uma visita secreta ao hospital no início daquele ano para se submeter a endoscopia e colonoscopia.

Os exames, segundo o palácio presidencial, foram de rotina pois o líder sofre de esôfago de Barrett —doença em que as células crescem de modo anormal no esôfago e às vezes podem evoluir para câncer.

Líder opositora Leila de Lima vota nas eleições parlamentares das Filipinas, no dia 13 - Ted Aljibe/AFP

​Duterte é conhecido por consultar médicos no Centro Médico Cardinal Santos em Manila, e alguns canais de mídia especularam que ele estivesse sendo tratado lá recentemente, depois que pacientes foram citados pela rádio dizendo que a segurança lá esteve extraordinariamente forte no fim de semana.

Uma mudança na compleição de Duterte, que escureceu visivelmente, também instigou especulações de doença, embora Duterte as tenha descartado como bronzeado e a descoloração natural do envelhecimento.

Segundo o canal de notícias local Rappler, que monitora as aparições públicas de Duterte, ele ficou subitamente fora da visão do público sem uma explicação, pelo menos quatro vezes.

Houve rumores no início deste mês de que ele estava doente quando tirou vários dias de folga depois de uma visita oficial à China, desaparecendo de 29 de abril a 4 de maio. Por duas vezes em junho de 2017 ele ficou sumido por vários dias, e uma vez em fevereiro do mesmo ano.

Tradução de Luiz Roberto Mendes Gonçalves 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.