Polícia alemã oferece recompensa milionária para resolução de assalto a joias do século 18

O ataque ao Gruenes Gewoelbe foi na última segunda (25)

Madeline Chambers Giles Elgood
Berlim | Reuters

A polícia alemã ofereceu nesta quinta-feira (28) uma recompensa de 500 mil euros (R$ 2,4 milhões) por pistas que ajudem a encontrar ladrões que invadiram um museu de Dresden e fugiram com joias do século 18, em um dos maiores assaltos da Alemanha.

O ataque ao Gruenes Gewoelbe, na última segunda (25), deixou os investigadores desconcertados. Imagens das câmeras de segurança mostraram dois homens entrando pela janela gradeada.

Policiais deixam o Palácio Real de Dresden
Policiais deixam o Palácio Real de Dresden - Robert Michael-27.nov.19/AFP

“Não vamos parar até resolver este caso”, afirmaram o chefe da polícia da Saxônia, Horst Kretzschmar, e o promotor Klaus Roevekamp, em comunicado.

Imagens das câmeras de segurança mostraram dois homens quebrando um armário contendo joias com um martelo. Os seguranças viram o incidente e ligaram rapidamente para a polícia, que chegou cinco minutos depois, mas já era tarde demais.

A maioria dos especialistas diz que o valor cultural do que foi roubado, que inclui três conjuntos de joias do século 18, é maior que o valor de mercado. Eles temem que as peças seja quebradas e vendidas em pedaços menores.

A polícia também disse que o número de funcionários trabalhando no caso aumentou para 40 e que as investigações estavam sendo conduzidas pelo ramo do crime organizado de promotores estaduais da Saxônia.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.