Descrição de chapéu Coreia do Norte

Kim Jong-un inaugura cidade perto de montanha sagrada na Coreia do Norte

Samjiyon está localizado próximo ao Monte Paektu, considerado berço do reino da Coreia

Seul | AFP

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, inaugurou nesta segunda-feira (2) a cidade de Samjiyon, uma obra monumental nos limites do país e localizada perto do Monte Paektu, o lendário berço da nação coreana, informou a mídia norte-coreana. 

O governo teria investido somas colossais no projeto, ainda inacabado, na reconstrução da cidade, que já foi a capital de um condado fronteiriço com a China e onde nasceu, de acordo com a propaganda norte-coreana, Kim Jong-il, pai e antecessor de Kim Jong-un. 

Kim Jong-un corta fita de inauguração da cidade de Samjiyon na segunda-feira (2) - KCNA/Xinhua

O Monte Paektu, um vulcão ativo, é sagrado para as Coreias. Lá nasceu Dangun, o fundador do primeiro reino coreano há mais de 4.000 anos.

Além de um museu sobre a revolução e um estádio para esportes de inverno, o projeto inclui uma nova linha ferroviária para Hyesan, 10 mil residências e uma fábrica de tratamento de mirtilo e batata, os dois recursos mais importantes da região. 

Kim Jong-un esteve muito envolvido na reconstrução da cidade, a qual visitou várias vezes. Recentemente, foi fotografado sobre um cavalo branco no Monte Paektu

"Kim se entregou de corpo e alma para fazer do condado de Samjiyon o lugar sagrado da revolução, uma utopia urbana do socialismo", segundo comunicado da agência oficial norte-coreana KCNA. 

A Coreia do Norte é alvo de várias sanções da comunidade internacional devido a seus programas nucleares e balísticos que prejudicam sua economia. 

A KCNA apresentou Samjiyon como um sinal da resiliência do país. A inauguração coincide com um momento de estagnação nas negociações com Washington sobre armas nucleares, após o fiasco da cúpula de Hanói entre Kim e Donald Trump, presidente dos EUA, em fevereiro. 

A agência divulgou uma foto de Kim, vestindo uma capa de chuva de couro preto, cortando uma fita vermelha no meio de várias pessoas durante uma cerimônia de inauguração perto de uma estátua de seu pai, Kim Jong-il. 

Em uma visita recente, a agência de notícias AFP viu milhares de pessoas trabalhando nas obras de Samjiyon, incluindo muitos militares. Multidões de estudantes também foram mobilizadas durante as férias. 

Pyongyang não informou quanto custou o projeto, que em princípio será realizado em fases. Kim pediu que ele estivesse pronto para o 75º aniversário da fundação do Partido dos Trabalhadores da Coreia, em outubro de 2021.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.