Descrição de chapéu twitter

Promotoria da Holanda descarta acusar hacker que teria acertado senha de Trump no Twitter

Holandês afirma ter descoberto dado em outubro; Casa Branca e Twitter negam acesso

Haia | AFP

O hacker holandês Victor Gevers disse à Justiça que conseguiu descobrir a senha do perfil do Twitter do presidente dos EUA, Donald Trump, apenas arriscando palpites.

Gevers, 44, afirmou que a senha do republicano era "maga2020!", em alusão às primeiras letras do slogan repetido por Trump, "Make America Great Again" (faça a América grande de novo).

O presidente Donald Trump, no jardim da Casa Branca - Cheriss May - 12.dez.20/Reuters

A descoberta teria ocorrido em outubro. O pesquisador de segurança digital disse que estava fazendo uma análise nas contas de vários candidatos dos EU Ana rede social, em busca de vulnerabilidades, às vésperas das eleições presidenciais no país, em 3 de novembro.

A Casa Branca e o Twitter, no entanto, negam que a conta de Trump tenha sido acessada. O presidente tem 88,6 milhões de seguidores e posta mensagens em grande quantidade, diariamente. Em várias delas, questiona sua derrota nas eleições presidenciais com base em informações falsas.

Após a descoberta, Gevers avisou a Justiça da Holanda, que teria em seguida repassado a informação às autoridades americanas. Na quarta (16), o Ministério Público holandês divulgou a história e descartou indiciar o hacker, pois, afirma o órgão, ele agiu de forma ética.

​"Depois de ter conseguido se conectar, ele tentou entrar em contato com as autoridades americanas para indicar-lhes a vulnerabilidade" do acesso da conta de Trump. Ele se identificou e deu conselhos de segurança, segundo o Ministério Público.

De acordo com as autoridades holandesas, o invasor respeitou os critérios desenvolvidos pela jurisprudência do país, o que o torna um hacker ético. Na Holanda, a pirataria é alvo de processo penal.

No início deste ano, Gevers afirmou que ele e outros pesquisadores haviam se conectado à conta de Trump no Twitter em 2016 usando uma senha vinculada a outra de suas contas de rede social. A senha era "yourefired" (você está demitido), o bordão usado por Trump no programa "O Aprendiz".

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.