Polícia encontra 19 corpos carbonizados em estrada na fronteira entre México e EUA

A região é palco de disputas entre o cartel do Nordeste e o cartel do Golfo

Ciudad Victoria (México) | AFP

Pelo menos 19 corpos incinerados foram encontrados neste sábado (23) em uma estrada rural da área de fronteira do México com os Estados Unidos, de acordo com a Promotoria do estado de Tamaulipas, ao norte do país.

Grupos procuram corpos de pessoas desaparecidas em Tijuana, no México; país vive uma crise de violência, que está relacionada com ação de cartéis de drogas
Grupos procuram corpos de pessoas desaparecidas em Tijuana, no México; país vive uma crise de violência, relacionada com ação de cartéis de drogas - Guillermo Arias/AFP

Depois de ter recebido informações, a polícia estadual localizou dois veículos carbonizados com restos mortais de pessoas, diz um comunicado da Promotoria.

Dois corpos carbonizados estavam nos bancos dianteiros de um dos veículos, uma caminhonete de carga, outros dois do lado de fora, e 15 na parte traseira, acrescenta o informe.

De acordo com as primeiras investigações, "a morte foi provocada por projéteis de arma de fogo e depois [os corpos] foram incendiados". Os corpos estão sendo analisados pela perícia, mas os danos causados pelo incêndio dificultam sua identificação.

Com cerca de 15 mil habitantes, o município de Camargo está localizado nos limites do estado de Nuevo León e faz fronteira com o Texas, nos Estados Unidos.

A região é palco de disputas entre o cartel do Nordeste, que controla parte de Nuevo León, e o cartel do Golfo, que há décadas opera em Tamaulipas.

Camargo é vizinho de Miguel Alemán, município onde foram encontrados 24 cadáveres em janeiro de 2019, 15 deles queimados, além de cinco caminhões, também incendiados, após confrontos entre grupos criminosos.

O México vive uma onda de violência ligada ao crime organizado, especialmente cartéis de drogas que disputam as rotas para os Estados Unidos.

Segundo analistas, um dos desafios que o presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, terá em sua relação com o novo presidente dos EUA, Joe Biden, será a estratégia contra o narcotráfico.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.