Príncipe Harry diz que se mudou para os EUA para não repetir erros do pai

Agora na Califórnia, membro da família real britânica planeja criar filhos de modo diferente

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Los Angeles | AFP

O príncipe Harry, do Reino Unido, decidiu se mudar com a mulher, Meghan Markle, e o filho para o estado americano da Califórnia depois de, diz ele, perceber que seu pai, o príncipe Charles, o "tratava como ele foi tratado", disse o britânico em uma entrevista exibida nesta quinta-feira (13).

Os comentários vêm semanas após a explosiva entrevista de Harry e Meghan na TV a Oprah Winfrey, na qual eles falaram sobre racismo na família real e disseram que Charles cortou o apoio financeiro a eles.

O príncipe Harry, durante evento em Inglewood, na Califórnia - Valerie Macon - 2.mai.21/AFP

Harry disse ao apresentador do podcast Armchair Expert, Dax Shephard, que, embora não culpasse o pai, decidiu evitar os mesmos erros com os próprios filhos. “Quando se trata da criação dos filhos, se eu experimentei qualquer tipo de dor ou sofrimento devido à dor e sofrimento que talvez meu pai ou meus pais tenham sofrido, vou me certificar de quebrar esse ciclo”, afirmou ele.

Lá Fora

Receba toda quinta um resumo das principais notícias internacionais no seu email

"Há muita dor e sofrimento genéticos transmitidos de qualquer maneira. E, como pais, devemos fazer o melhor para tentar dizer: 'Quer saber? Isso aconteceu comigo, vou garantir que não aconteça com você'."

Harry disse que seu pai não teve uma vida fácil por ser criado como membro da realeza. "Isso significa que ele me tratou como eles o trataram. 'Como posso mudar isso para os meus próprios filhos?' Bem, aqui estou eu", disse o príncipe a Shephard. "Me mudei com toda a minha família para os Estados Unidos." O casal mora atualmente em Montecito, uma hora ao norte de Los Angeles, e espera uma filha.

Harry e Oprah irão colaborar novamente para a série de documentários de saúde mental "The Me You Can't See" (o eu que você não pode ver), que estreia em 21 de maio na Apple TV +.

Ao promover a nova série, Harry disse a Shepherd que percebeu que não queria cumprir seus deveres reais quando tinha 20 e poucos anos, em parte devido ao que ocorreu com sua mãe, a princesa Diana (1961-1997), sempre perseguida por fotógrafos. "As três maiores ocasiões em que me senti completamente desamparado foram: quando era criança no banco de trás do carro com minha mãe sendo perseguida por paparazzi; no Afeganistão, em um helicóptero Apache; e com minha esposa", contou.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.