Cônsul de Portugal no Rio de Janeiro é feito refém durante assalto na residência oficial

Caso está sendo investigado pela Polícia Civil; vizinha afirma que grupo era formado por 6 homens armados

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Rio de Janeiro

A Polícia Civil do Rio investiga um assalto ao consulado de Portugal na cidade. Segundo a polícia, o cônsul Luís Gaspar da Silva e sua família foram feitos reféns pelos assaltantes, que também invadiram uma residência vizinha.

Uma vizinha contou à polícia que o grupo era formado por seis homens armados, de acordo com o G1. Segundo ela, o bando teria surgido da mata atrás das residências por volta de 2h e rendido os seguranças.

Residência oficial do cônsul-geral de Portugal, no bairro de Botafogo, no Rio
Residência oficial do cônsul-geral de Portugal, no bairro de Botafogo, no Rio - Rubens Chaves - 12.ago.17/Folhapress

À Folha o embaixador de Portugal no Brasil, Luís Faro Ramos, disse que o incidente não deixou feridos.

O consulado fica em Botafogo, na zona sul da cidade. A polícia disse que fez diligências nas casas e na mata em busca de indícios que possam ajudar na identificação dos invasores. "A perícia foi realizada no local, e imagens de câmeras de segurança foram requisitadas para análise", afirmou, em nota.

O prédio da representação diplomática é um anexo do palácio de São Clemente, onde fica a residência do cônsul. De acordo com o G1, a testemunha disse que os bandidos levaram joias e aparelhos eletrônicos de sua residência. A polícia disse que ainda está contabilizando os bens roubados.

A Folha ainda não conseguiu contato com o consulado de Portugal.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.