Descrição de chapéu Café da Manhã

Podcast discute a intolerância religiosa no país; ouça

Religiões afro-brasileiras são as mais afetadas pelos casos de preconceito

São Paulo

O Brasil é um país com grande diversidade religiosa, mas que também convive com a intolerância. No ano passado, foram 506 denúncias no Disque 100 segundo o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

As religiões mais afetadas são as afro-brasileiras. Foram 72 casos na umbanda e 47 no candomblé, segundo os dados. Um relatório feito pelo Centro de Promoção da Liberdade Religiosa & Direitos Humanos também aponta para a predominância de denúncias nas religiões de matriz africana. Dos 1.014 casos registrados entre abril de 2012 e agosto de 2015, eles representaram mais de 70%.

Com reportagem de Amanda Luder, o episódio do Café da Manhã ouve a Yalorixá Bárbara de Ogum, dirigente do Templo da Rainha, em Curitiba, sobre o ataque que sofreu. Além disso, o professor e doutor em História e organizador do Guia da Luta contra a Intolerância Religiosa e o Racismo,  Babalaô Ivanir dos Santos, fala sobre esse histórico de preconceito no país.

O programa de áudio é publicado no Spotify, serviço de streaming parceiro da Folha na iniciativa e que é especializado em música, podcast e vídeo. É possível ouvir o episódio clicando abaixo. Para acessar no aplicativo basta se cadastrar gratuitamente.

Ouça o episódio:

O Café da Manhã é publicado de segunda a sexta-feira, sempre no começo do dia.

O programa é conduzido pelos jornalistas Rodrigo Vizeu e Magê Flores.

Imagem de capa do podcast Café da Manhã, com o nome do programa escrito sobre vários recortes de jornais. Logos de de Spotify e Folha de S.Paulo podem ser vistas nos cantos
Podcast Café da Manhã - Reprodução

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.