O impacto da decisão do STF que declarou Moro parcial em ação contra Lula; ouça podcast

Professora de direito explica o julgamento e o que muda para o ex-presidente e para a Lava Jato

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Nesta terça (23), a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) julgou procedente o habeas corpus pedido pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e decidiu que o ex-juiz Sérgio Moro foi parcial no julgamento do caso do tríplex de Guarujá (SP). A decisão anula a condenação do petista e todos os atos praticados por Moro na ação.

A votação teve a ministra Cármen Lúcia mudando o voto dado em 2018, quando o julgamento foi suspenso pela primeira vez. Na época, as mensagens entre os procuradores da Lava Jato e Moro ainda não haviam sido divulgadas. Durante o julgamento, o voto contra o habeas corpus proferido pelo ministro Kassio Nunes colocou o placar temporariamente em 3 a 2, mas a mudança de Cármen Lúcia garantiu a maioria pela suspeição de Moro.

O episódio desta quarta (24) do Café da Manhã conversa com Eloisa Machado de Almeida, professora de direito e coordenadora do projeto Supremo em Pauta da Fundação Getúlio Vargas, sobre o que muda agora para o ex-presidente Lula e para o ex-juiz.

O programa de áudio é publicado no Spotify, serviço de streaming parceiro da Folha na iniciativa e que é especializado em música, podcast e vídeo. É possível ouvir o episódio clicando abaixo. Para acessar no aplicativo basta se cadastrar gratuitamente.

Ouça o episódio:

O Café da Manhã é publicado de segunda a sexta-feira, sempre no começo do dia. O episódio é apresentado pelos jornalistas Magê Flores e Bruno Boghossian, com produção de Guilherme Botacini, Laila Mouallem e Victor Lacombe. A edição de som é de Thomé Granemann.

Imagem de capa do podcast Café da Manhã, com o nome do programa escrito sobre vários recortes de jornais. Logos de de Spotify e Folha de S.Paulo podem ser vistas nos cantos
Podcast Café da Manhã - Reprodução
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.