Descrição de chapéu Eleições 2018

Márcio França diz que vai pagar táxi a usuário prejudicado por falha da CPTM

Companhia de trens elabora projeto de lei sobre o tema que encaminhará à Assembleia

Gabriela Sá Pessoa Isabel Fleck
São Paulo

O governador de São Paulo, Márcio França (PSB), disse em entrevista ao canal de TV religioso Rede Vida, na segunda-feira (25), que irá determinar que a CPTM pague uma corrida de táxi aos usuários do transporte caso haja paralisação dos trens.

“Nós vamos estabelecer o seguinte, se o trem parou, você vai no guichê do trem da CPTM e vai pegar o valor para você ir de táxi. Azar da CPTM, porque a pessoa contratou o serviço”, afirmou França.

Ao canal de TV o pessebista disse que a medida incentivará a companhia a evitar falhas.

Aliados de França ainda trabalham na estruturação do programa de governo que o pessebista apresentará na disputa à reeleição. Segundo seus auxiliares, a proposta de oferecer corrida de táxi se adequa à proposta do governador de humanizar a administração e de cobrar as empresas públicas.

A CPTM afirmou à Folha que a Secretaria dos Transportes Metropolitanos elabora um projeto de lei sobre o tema. “Para conceder o benefício, é necessário a Assembleia aprovar um decreto-lei instituindo a indenização ao passageiro”, disse a companhia. 

Presidente da comissão de Transportes da Assembleia Legislativa, o deputado Zico Prado (PT) afirma que o governo deveria priorizar a manutenção das linhas da CPTM e questiona a viabilidade burocrática de reembolsar o cidadão pela corrida de táxi. 

Prado e o deputado José Américo (PT), presidente da Comissão de Infraestrutura, têm percorrido as linhas de trem e observaram que contratos de manutenção da CPTM estão vencidos. 

“Uma forma de reduzir problemas seria fazer editais e contratar empresas de manutenção”, diz Américo. Para ele, "[a fala de França] não tem nenhuma consistência prática, é um absurdo que alguém fale isso. No mínimo, é uma ideia infeliz de alguém que não conhece o problema da CPTM.”


 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.