Descrição de chapéu Governo Bolsonaro

Governo Bolsonaro quer cortar até 30% dos servidores da área de comunicação

Porta-voz não soube informar o quadro atual de servidores da Secom

Talita Fernandes
Brasília

O porta-voz da Presidência, general Otávio Rêgo Barros, informou que o governo quer reduzir 30% do pessoal da Secom (Secretaria de Comunicação Social) até o fim do mês. 

Segundo ele, os números ainda estão em estudos, mas a previsão é de que haja a redução desse percentual até o fim do mês.

General Otávio Rêgo Barros, porta-voz do governo de Jair Bolsonaro
General Otávio Rêgo Barros, porta-voz do governo de Jair Bolsonaro - Divulgação/Exército

“Números estão em estudos, previsão de redução de cerca de 30% dos cargos”, afirmou na manhã desta terça-feira (22).

Desde a campanha, o presidente Jair Bolsonaro anunciou que faria mudanças na estrutura de comunicação do governo.

Ele optou, por exemplo por desvincular da Secom o atendimento à imprensa. O secretário, Floriano Barbosa, cuidará apenas de contratos de publicidade e da comunicação institucional.

A Secom é responsável, por exemplo, por cuidar da publicidade do governo, de eventos e toda a comunicação institucional. 

Rêgo Barros, que atuava como chefe da Comunicação do Exército, foi escolhido para ser o porta-voz da Presidência e é subordinado diretamente ao gabinete de Bolsonaro. 

O porta-voz não soube informar o quadro atual de servidores da Secom.

Procurada, a assessoria ainda não detalhou os números.

Segundo ele, a decisão de reduzir a equipe está em linha com pedido de Bolsonaro para enxugar a estrutura do estado.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.