Descrição de chapéu Coronavírus

Tribunal de Justiça de MG programa evento para 220 pessoas em meio à pandemia

Órgão diz que adotará medidas de distanciamento e não colocará em risco os presentes

São Paulo

Em meio ao avanço do novo coronavírus em Minas Gerais, o Tribunal de Justiça do estado programou para a quarta-feira (1º) uma cerimônia que reunirá aproximadamente 220 pessoas em um espaço de eventos no centro de Belo Horizonte.

Na ocasião, haverá a posse da nova mesa diretora da corte mineira, que terá mandato até 2022. Serão empossados o novo presidente do TJ-MG, desembargador Gilson Soares Lemes, três vice-presidentes, o corregedor e o vice-corregedor.

Desde março, o Governo de Minas Gerais veta a realização de eventos públicos ou privados com mais de 30 pessoas —mas os outros Poderes têm autonomia para não seguir essa orientação e decidir sobre as suas reuniões.

​A posse, no entanto, acontecerá no Palácio das Artes, que é administrado pela Fundação Clóvis Salgado, vinculada à Secretaria de Cultura do governo.

Questionado, o Governo de Minas afirma que "o Tribunal de Justiça firmou um contrato de cessão em que assume a responsabilidade pela fiscalização, uso e ocupação das instalações da Fundação Clóvis Salgado, considerando-se o Estado de Calamidade Pública, em decorrência da pandemia da Covid-19".

O governador Romeu Zema (Novo) não participará presencialmente da posse. Segundo a assessoria do governo, ele "evita participar de eventos públicos de forma presencial". "Nas agendas organizadas pelo poder Executivo, é observado o limite de 30 pessoas", diz a assessoria.

O TJ-MG tem, ao todo, 140 desembargadores. O tribunal prevê a presença de 60 ou 70 deles, além de 150 convidados.

Procurado, o Tribunal de Justiça de Minas afirma que o Palácio das Artes tem "capacidade para 2,1 mil pessoas" e a escolha do local foi feita por ser o único "com capacidade para abrigar em seu interior aproximadamente 220 pessoas respeitando todas as regras de distanciamento".

"Durante a solenidade, os desembargadores presentes, estima-se entre 60 e 70, serão distribuídos em assentos no palco, onde cabem 300 pessoas. Os convidados, entorno de 150 pessoas, serão distribuídos na plateia em filas e cadeiras alternadas de duas em duas", diz o TJ, em nota.

O tribunal ainda diz que a posse seguirá recomendações sanitárias como o distanciamento de 1,5 m a 2 m entre as pessoas, uso de álcool em gel e medição de temperatura na entrada.

"As presenças serão limitadas aos desembargadores, algumas autoridades e familiares dos empossados, em número restrito", afirma o órgão.

A sessão será transmitida ao vivo na internet. "Não haverá sessão de cumprimentos, nem qualquer tipo de confraternização após a posse. Todos os credenciados estão recebendo orientações específicas sobre o comportamento que deverão adotar", acrescenta.

"Com essas medidas, o TJ-MG se sente seguro para manter a realização da posse no Palácio das Artes sem colocar em risco os presentes e sem contribuir para a disseminação do coronavírus, mas continua avaliando a situação diariamente, com assessoria técnica, caso haja necessidade de adotar outro procedimento."

Até esta sexta (26), a Secretaria de Saúde de Minas Gerais 38.891 pacientes com o novo coronavírus, com 833 mortes.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.