Folha realiza terceira edição de seminário sobre exploração sexual infantil; confira a programação

Seminário discutirá combate nas redes sociais e terá presença da ativista antipornografia Gail Dines

São Paulo

A Folha realiza, no dia 15 de maio (quarta-feira), a terceira edição do seminário Exploração Sexual Infantil.

Em janeiro deste ano, relatório do setor de pesquisas da revista britânica The Economist concluiu que o governo brasileiro avançou em leis federais contra o abuso e a exploração sexual de crianças. O Brasil ocupa a 11ª melhor colocação, com 62,4 pontos, em escala que chega a cem, mas ainda falha em prover dados sobre a prevalência desse tipo de violência e em programas que previnam novos abusos.

0
A.S., 15, no centro de Recife. A adolescente mora nas ruas da cidade e sobrevive fazendo programas - Ricardo Nogueira/Folhapress

O combate à exploração na esfera virtual, inclusive nas redes sociais, será o tema de um dos debates. Ao longo de 2018, operações deflagradas pela Polícia Federal para apurar crimes relacionados à exploração sexual de crianças e adolescentes na internet resultaram em diversas prisões —em uma delas, ocorrida em maio, foram 251 prisões em flagrante. 

O seminário contará com uma palestra da ativista antipornografia Gail Dines, professora emérita de sociologia e estudos de mulheres no Wheelock College, em Boston.

O evento, que tem patrocínio do Instituto Liberta, acontece a partir das 8h no Unibes Cultural (rua Oscar Freire, 2500 - Sumaré), em São Paulo. 

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas através do site Folha Eventos.

3º FÓRUM EXPLORAÇÃO SEXUAL INFANTIL 

Dia 15 de maio (quarta-feira)

CREDENCIAMENTO E WELCOME COFFEE

HORÁRIO: 8h às 9h


BOAS-VINDAS

HORÁRIO: 9h às 9h30

PARTICIPANTES: Antonio Manuel Teixeira Mendes, superintendente da Folha; Eliane Trindade, jornalista da Folha; Elie Horn, fundador da Cyrela e idealizador do Instituto Liberta


PALESTRA 

HORÁRIO: 9h30 às 12h

PARTICIPANTE: Gail Dines, ativista antipornografia e professora emérita de sociologia e estudos de mulheres no Wheelock College, em Boston, Estados Unidos


BRUNCH

HORÁRIO12h às 13h


MESA DE DEBATE: Combate à exploração sexual infantil na internet

HORÁRIO: 13h às 14h45

PARTICIPANTES: Fernanda Teixeira Souza Domingos, procuradora da República do Ministério Público Federal de São Paulo; Luciana Temer, diretora-presidente do Instituto Liberta; Natália Neris, coordenadora da área de desigualdades e identidades do InternetLab; Rebecca Barros, gerente sênior de transformação digital da Accenture Digital

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.