Vivo fecha acordo com aplicativo de música de Jay-Z

Clientes da operadora poderão assinar o serviço semanalmente; estudantes pagam metade

São Paulo | Reuters

A Vivo fecha um acordo com o aplicativo de streaming de música Tidal, do rapper Jay-Z, de acordo com nota divulgada pela Telefônica Brasil.

Pelo acordo, os clientes poderão contratar o serviço da Tidal por R$15,99 ou R$ 4,99 reais por semana, disse a empresa. O valor atual da assinatura do app no Brasil é R$ 16,99 na versão premium e R$ 33,80 para o pacote de HiFi, que oferece qualidade de som superior. Não há opção de assinatura semanal.

Nicki Minaj em show promovido pela Tidal, em 2016, em Nova York - Evan Agostini/Invision/AP

A Vivo ainda disponibiliza uma oferta exclusiva para estudantes por R$7,99/mês. Além disso, os clientes poderão pagar direto na conta de celular ou por meio de créditos pré-pagos.

O aplicativo costuma ser o primeiro a divulgar -- antes do Spotify e Apple Music -- os alguns e clipes do Jay-Z, Beyoncè (mulher do rapper), Kennye West e Rihanna. 

Para comemorar a parceria, a Tidal vai promover um show exclusivo para clientes Vivo e convidados com a Nicki Minaj, no dia 26 de setembro, em São Paulo. A rapper também é uma das proprietárias da plataforma.

No começo de setembro, a Vivo acertou uma parceria com a National Football League (NFL), dos Estados Unidos, e executivos disseram à Reuters que a empresa ampliaria sua oferta de conteúdo significativamente nas semanas e meses seguintes.

A Tidal, fundada pela empresa norueguesa de tecnologia Aspiro em 2017 e comprada pelo rapper norte-americano Jay-Z no ano seguinte, oferece aos assinantes do serviço milhões de músicas, assim como programas de televisão e filmes.

Em 2017, a operadora norte-americana de telefonia sem fio Sprint comprou um terço da Tidal por um valor reportado de US$ 200 milhões, avaliando a empresa em cerca de US$ 600 milhões.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.