China apaga 7 milhões de informações online e milhares de aplicativos

Órgão chinês afirma que site de notícias divulgava 'Informação vulgar'

 O órgão supervisor de cibersegurança na China informou nesta quarta-feira (23) que o país apagou mais de 7 milhões de informações online, bem como 9.382 aplicativos para dispositivos móveis, criticando o aplicativo de notícias da gigante Tencent por disseminar "informação vulgar".

A Administração do Ciberespaço da China (CAC, na sigla em inglês) disse em comunicado que a ação foi parte de uma limpeza de informação inaceitável e prejudicial iniciada neste mês, acrescentando que também desativou 733 sites.

000
Logo da empresa Tencent em feira de tecnologia na China - Aly Song/Reuters

O órgão destacou o aplicativo de notícias Tiantian Kuaibao, da Tencent, dizendo que a plataforma recebeu ordem de fazer mudanças, já que vinha disseminando "informação vulgar e inculta que era prejudicial e comprometia o ecossistema da internet".

A Tencent não respondeu imediatamente aos pedidos de comentário.

O órgão regulador ainda criticou a Huaban, rede social de compartilhamento de fotos, como tendo "sérios problemas de ecossistema". Em seu site, a Huaban afirmou que o serviço online foi temporariamente desativado para atualizações.

O controle da internet endureceu sob o governo do presidente Xi Jinping, em um esforço que ganhou força desde 2016, conforme o Partido Comunista busca reprimir dissidência no panorama de mídia social.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.