Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
16/10/2010 - 14h46

Grávidas aproveitam dólar favorável e vão a Miami comprar enxoval dos bebês

Publicidade

LETICIA DE CASTRO
DE SÃO PAULO

A nutricionista Samanta Basso, 30, não se considera consumista e nunca programou uma viagem para fazer compras. Mas, quando engravidou, não resistiu e embarcou para Miami só para fazer o enxoval do bebê.

A baixa cotação do dólar (R$ 1,66), variedade e os preços -um carrinho que aqui custa R$ 2.500 sai por R$ 600 lá- foram suficientes.

O resultado: US$ 2.500 em compras para o enxoval.

"Se tivesse comprado tudo aqui, teria gasto o dobro."

Na internet, sites e blogs dão as dicas. Um deles é o da economista Priscila Goldberg, que dá consultoria para as compras em Miami. Na cidade há dois anos, ela acompanha as gestantes e indica as melhores marcas. Cobra de US$ 200 a US$ 350.

Para Fernanda D'Elia, mãe de Luca, de quatro meses, só vale a pena se tiver milhas ou parente indo para os EUA.

"Pagar passagem e hotel só para fazer compras não compensa. Fica muito caro", diz.

Em 2009, aproveitou as férias da cunhada e da sogra em Miami para encomendar.

Luca ganhou roupinhas da Gap, Ralph Lauren Baby e Calvin Klein Baby. "Não ligo para grifes. Mas é meu primeiro filho, quero que fique sempre bonitinho."

Carlos Cecconello/Folhapress
A nutricionista Samanta Basso, que foi a Miami fazer o enxoval de seu filho e gastou cerca de US$ 2.500 em compras.
A nutricionista Samanta Basso, que foi a Miami fazer o enxoval de seu filho e gastou cerca de US$ 2.500 em compras.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página