Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
28/11/2001 - 18h49

Confira a íntegra de bate-papo com professor de matemática

da Folha Online

O coordenador de matemática do Curso Objetivo, Giuseppe Nobilioni, participou hoje de bate-papo promovido pela Folha Online, em parceria com o cursinho.

Ele tirou dúvidas dos estudantes principalmente sobre a segunda prova da Fuvest, que acontece neste domingo.

Veja abaixo a íntegra do chat.

(15:59:02) Giuseppe Nobilioni: Boa tarde, quem estiver ansioso e tiver com algum problema e quiser se acalmar, estamos à disposição.

(16:00:29) Gadjardo fala para Giuseppe Nobilioni: Olá, estou prestando a Fuvest como treineiro este ano, estou no 2º ano do ensino médio e gostaria de saber o que estudar da matéria que conheço para tentar obter uma boa nota em Matemática, ou só cai praticamente matéria do 3º? sou bom aluno em mat no 2º.

(16:02:06) Giuseppe Nobilioni: Gadjardo, muito pelo contrário, 80% do que cai na prova é do 1º e do 2º ano. Não vale a pena pegar o que vc não conhece, é melhor revisar o que já conhece

(16:02:25) Carolzinha fala para Giuseppe Nobilioni: Professor, por favor... Eu vou fazer matemática na faculdade e gostaria de saber qual instituição oferece o melhor curso: USP, UNICAMP, UNESP (Rio Claro) ou UFSCar??

(16:03:18) Giuseppe Nobilioni: Carolzinha, eu acho que a melhor é a USP. A de São Carlos é tão boa quanto. Mas de qualquer forma as quatro são excelentes.

(16:03:57) Sinegaglia fala para Giuseppe Nobilioni: fui teu aluno em 93 em Osasco hoje sou professor de matemática no estado e só entrei p/ lhe dar um abraço e dizer q vc foi um grande professor p/ mim e talvez um dos responsáveis pela minha ocupação hoje

(16:05:07) Giuseppe Nobilioni: Sinegaglia, puxa, eu fico extremamente honrado e feliz de receber essa mensagem. Muito boa sorte para você.

(16:06:58) carlos fala para Giuseppe Nobilioni: Para dar uma idéia aos vestibulandos, professor, qual das matemáticas mais cai na Fuvest: Trigonometria, álgebra, lógica, geometria espacial... Qual a proporção destes temas em relação ao número de questões??

(16:09:15) Giuseppe Nobilioni: Carlos, tradicionalmente, das 20 questões, de 10 a 12 são de álgebra (50% a 60%), umas 4 ou 5 são de geometria (25%), 2 ou 3 são de trigonometria (12,5%) e 2 ou 3 de analítica (12,5%). Agora álgebra tem muitos assuntos. Se junta a primeira fase e a segunda, todos os assuntos são abordados. Ou seja, se algum tópico não aparecer agora, com certeza estará na segunda fase.

(16:11:00) Giuseppe Nobilioni: Carlos, completando, atualmente várias questões independem de muito conhecimento. São questões ligadas ao cotidiano que exigem uma boa leitura e interpretação de texto. Por exemplo, na Unicamp de domingo falou-se do número de desempregados. Era só fazer uma continha.

(16:09:26) Bruno fala para Giuseppe Nobilioni: Quais as principais perguntas que deveremos estudar para a prova?

(16:12:36) Giuseppe Nobilioni: Bruno, eu acho que nessa altura não existe principal. Nessa primeira fase a prova é muito abrangente, mas não se pede muito aprofundado. Tente recordar o básico, essencial de cada assunto. Fazer um exercício a mais ou a menos não vai fazer muita diferença, vc precisa ter os conhecimentos básicos.

(16:13:26) Larissa fala para Giuseppe Nobilioni: Professor, o que cai mais, geometria plana ou espacial na 1º fase?

(16:14:48) Giuseppe Nobilioni: Larissa, na primeira fase é mais plana, mas pode cair as duas. Como a espacial é mais completa e engloba a plana, é mais provável que cai na 2ª fase, mas pode cair na primeira sim. A plana faz parte da geometria espacial e estará englobada numa questão desse tipo.

(16:14:59) Gadjardo fala para Giuseppe Nobilioni: que tópicos mais caem, especialmente de 1º e 2º anos?
(16:16:49) Giuseppe Nobilioni: Gadjardo, quase todos. Praticamente cai tudo desses dois anos, quase todos os assuntos da álgebra. Mas é difícil saber exatamente o que vai cair, porque as duas fases da Fuvest se completam. É melhor saber de tudo um pouco do que se especializar num assunto. Já que, se um determinado tópico não cair agora, ele vai aparecer na 2ª fase.

(16:17:22) Biju Santo Amaro fala para Giuseppe Nobilioni: professor... falando em segunda fase, o senhor acha que a prova será tão difícil como no ano passado??

(16:19:59) Giuseppe Nobilioni: Biju, eu gostaria de dizer que não, mas acho que sim. De um modo geral a prova sempre é difícil para os alunos e realmente não tem sido fácil. O ITA, a Fuvest e a Unicamp são muito difícil. O coordenador da Fuvest chegou a dizer que seria mais fácil, mas nunca se sabe... Mas pelo menos a prova é difícil para todos, vc não deve desanimar. E na 2ª fase matemática é só destinada para as carreiras dessa área, gente mais apta em matemática, por isso é mesmo mais difícil.

(16:20:06) Paulo fala para Giuseppe Nobilioni: Professor, existe algum exercício 'clássico' na prova de matemática da Fuvest? Um daqueles que caem todos os anos.

(16:22:32) Giuseppe Nobilioni: Paulo, algumas questões se repetem, mas não são questões idênticas. Normalmente são mais fáceis, como equações, ou simplificar uma expressão, coisas bem básicas, que a maioria dos alunos conhece. Essas questões a maioria não erra, então tenha mais atenção nelas. Geralmente são as primeiras questões das prova, justamente para animar os alunos.

(16:22:40) alexandre fala para Giuseppe Nobilioni: Professor a prova costuma ser conceitual ou requer muito cálculo?

(16:24:40) Giuseppe Nobilioni: Alexandre, a prova não requer muito cálculo. As contas são poucas e curtas, mas existem algumas. Algumas questões exigem mais conceitos. Outras pedem mais o bom senso e a interpretação. A prova tem esses três tipos: simples, com alguma conta; outras exigem os conceitos e algumas interpretativas.

(16:24:46) Bruno fala para Giuseppe Nobilioni: Você acha que o vestibular de hoje está mais 'fácil' do que o de antigamente?

(16:26:39) Giuseppe Nobilioni: Bruno, de jeito nenhum. Quando eu fiz vestibular para entrar na Poli tinha 4 questões para fazer em quatro horas. Eram difíceis, mas tinha tempo. Na minha época só tinha na prova para engenharia, matemática, física, química, desenho e português. Hoje é muito mais abrangente, sem contar que é muito mais disputado.

(16:26:44) Fernando fala para Giuseppe Nobilioni: Boa tarde professor. Queria saber o que devo revisar de importante na matéria do senhor para o vestibular da FATEC no dia 8 próximo ?

(16:28:32) Giuseppe Nobilioni: Fernando, a Fatec tem uma prova mais simples. Recorde um pouco de tudo, principalmente as matérias do 1º e do 2º colegial. Mas a prova não é muito difícil. Recorde o básico de todos os assuntos, nessa altura do ano não adianta morrer de fazer exercícios.

(16:29:33) Carolzinha sorri para Giuseppe Nobilioni: Professor, por favor, qual a sua opinião sobre a prova de Matemática do ITA? Quis os principais tópico abordados??

(16:32:02) Giuseppe Nobilioni: Carolzinha, a prova do ITA é muito difícil, não sou muito simpático a ela, as questões são extremamente longas e todas difíceis. Cada questão envolve muitos assuntos, o aluno precisa ter paciência e não se desesperar. Acaba nivelando por baixo. O exame é bem abrangente e segue a tendência de todos os grandes vestibulares. As questões às vezes abordam vários assuntos ao mesmo tempo. Agora parece que está melhorando, mas já foi bem pior.

(16:33:54) Armando fala para Giuseppe Nobilioni: Professor, durante a 2a Fase, é permitido o uso de funções derivadas e integrais na resolução dos exercícios?

(16:35:57) Giuseppe Nobilioni: Armando, tenho certeza de que se vc quiser usar o examinador não vai se incomodar, mas as questões não cobram isso e nem podem cobrar, porque não faz parte do programa. Qualquer questão pode ser resolvida sem isso, mas se vc achar um meio mais fácil com as derivadas, o examinador vai achar o máximo. Por exemplo, se uma equação tiver raízes múltiplas pode ser resolvida por derivada.

(16:36:15) Sinegaglia fala para Giuseppe Nobilioni: o q o senhor achou da prova da UNICAMP, apenas manteve a tradição do raciocínio lógico

(16:37:21) Giuseppe Nobilioni: Sinegaglia, até mais que raciocínio lógico, cobrou interpretação. Mas acho bom isso, é uma prova de conhecimentos gerais, está bom. Realmente manteve a tradição. Todos os professores consideraram boa a prova.

(16:37:51) Marcelo Omar fala para Giuseppe Nobilioni: em álgebra, quais os temas mais cobrados?

(16:39:17) Giuseppe Nobilioni: Marcelo Omar, equações e inequações, logaritmos, análise combinatória, funções (gráficos) e polinômios. Mas vale ressaltar que a prova é abrangente e, mesmo se um assunto não cair na primeira fase, cairá na segunda.

(16:39:40) Marília fala para Giuseppe Nobilioni: qual pontuação o senhor considera boa pra a primeira prova??

(16:41:35) Giuseppe Nobilioni: Marília, é difícil responder porque isso depende do nível da prova e da carreira que vc está prestando. Se vc olhar o manual traz a pontuação dos últimos anos e isso não varia muito. Vc pode acompanhar a tendência dos últimos anos. Se ao fazer a prova vc considerá-la difícil, não desanime, e nem fique eufórica se for muito fácil, porque isso vale para todos.

(16:41:49) CEP fala para Giuseppe Nobilioni: O Sr. acredita que quem sabe cálculo ( Derivadas e Integrais) leva vantagem nos vestibulares

(16:43:18) Giuseppe Nobilioni: CEP, quem sabe cálculo 1 e 2 sabe todo o resto de matemática, e isso é bom. Mas não porque especificamente isso seja cobrado no vestibular.

(16:43:26) Rita fala para Giuseppe Nobilioni: O que o senhor achou da segunda fase da Fuvest 2001? Acha que este tipo de prova pode se repetir?

(16:45:23) Giuseppe Nobilioni: Rita, com certeza vai se repetir. A fuvest não faz mudanças bruscas e deve seguir a mesma tendência de ser mais difícil. Eu bem queria que fosse mais fácil, mas não creio. Na época em que todos faziam a segunda fase de matemática, havia na prova questões fáceis por causa do pessoal das outras áreas. Hoje isso não existe mais, por isso ela é mais difícil.

(16:45:42) Marcelo Omar fala para Giuseppe Nobilioni: Professor, é provável que apareça questões de matemática básica. Por exemplo: porcentagem, regras de três, etc

(16:46:22) Giuseppe Nobilioni: Marcelo, não só é provável, como probabilíssimo. São questões muito adequadas que sempre caem.

(16:46:33) CEP fala para Giuseppe Nobilioni: Em que questões( de matemática) o senhor acredita que os vestibulandos tenham mais dificuldade

(16:48:51) Giuseppe Nobilioni: CEP, isso já é uma questão difícil de responder. Eu acho que os alunos têm maior dificuldade em trigonometria, em análise combinatório, probabilidade e um pouco em geometria (por causa das figuras). Para resolver isso, só mesmo com muito treino. O que não é o caso nesta reta final. Agora já foi.

(16:49:05) Rita fala para Giuseppe Nobilioni: Existe uma matéria que costuma cair com mais freqüência ou há uma distribuição igual das matérias na fuvest?

(16:51:07) Giuseppe Nobilioni: Rita, tradicionalmente, das 20 questões, de 10 a 12 são de álgebra (50% a 60%), umas 4 ou 5 são de geometria (25%), 2 ou 3 são de trigonometria (12,5%) e 2 ou 3 de analítica (12,5%). E de álgebra cai tudo, seja na 1ª ou na 2ª fase. O mais comum na 1ª fase são equações e inequações, logaritmos, combinatória, probabilidade, funções e polinômios.

(16:51:44) Marcelo Omar fala para Giuseppe Nobilioni: Professor, o Sr. tem algum site onde podemos esclarecer dúvidas e aprender um pouco mais? obrigado por suas respostas e que Deus o acompanhe sempre.

(16:52:36) Giuseppe Nobilioni: Marcelo, não tenho. Mas vc pode olhar no do Objetivo (www.curso-objetivo.br). Tudo o que temos faz parte do site do cursinho.

(16:56:10) Giuseppe Nobilioni: Bem , o tempo acabou. Para todos os estudantes, em especial para os que são os meus alunos, desejo boa sorte e digo que, no momento atual, o mais importante é se manter calmo. O que tinha de ser feito já foi feito. No dia da prova, quem conseguir se acalmar mais depressa, conseguirá o melhor desempenho. E não entreguem os pontos, batalhem até o final. Às vezes uma questão parece difícil numa primeira leitura, mas depois a solução aparece como por encanto. Boa sorte!!!

Outros seis professores já tiraram dúvidas dos estudantes nos bate-papos. Veja as outras íntegras:

  • Jessé Alves de Menezes - geografia

  • Ciro de Moura Ramos - história

  • Marcelo Alex Leal - biologia

  • Nelson Bergmann - química

  • Maria de Lourdes da Conceição Cunha - português

  • Maria Aparecida Custódio Santos - redação.


  • Leia também:
  • Fuvest continua neste domingo
  • Quem foi mal ainda pode se recuperar
  • Veja dicas para a prova de domingo
  • Fovest Online faz cobertura especial


  • Prepare-se:
  • Treine com simulado do Objetivo
  • Saiba o que fazer na véspera e na prova
  • Saiba quais são os locais de prova da 1ª fase
  • Confira a relação candidato/vaga


  • Bate-papos:
  • Biologia
  • Geografia
  • História
  • Matemática


  • 1ª prova:
  • Confira o gabarito
  • Veja correção comentada do Objetivo


  • Leia mais notícias de vestibular no Fovest Online
     

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Geladeiras Geladeiras Frost Free, Duplex, a partir de R$ 862,20

    Notebook Notebook Trabalhe, estude, jogue, a partir de R$ 769,00

    Celulares | Tênis | Mais...