Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
03/06/2010 - 14h22

Encomendas às indústrias crescem 1,2% em abril nos EUA

Publicidade

DE SÃO PAULO

O Departamento de Comércio dos Estados Unidos contabilizou um aumento de 1,2% no volume de encomendas ao setor industrial, frustrando as expectativas do mercado de um índice um pouco maior que o de março (1,7%) no mês passado --os analistas esperavam alta de 1,8%.

O órgão do governo americano reportou que a demanda na indústria de aviação comercial triplicou, compensando a fraqueza em um série de outros segmentos.
Excluindo os segmentos de transporte, os pedidos tiveram queda de 0,5%, o pior índice em 13 meses. Apesar disso, a queda veio após elevação de 3,8% em março, que havia sido a maior em seis anos.

Até agora, o setor de manufaturas tem sido uma das principais influências na retomada da economia norte-americana, ajudado por uma forte recuperação na demanda doméstica e um aumento nas exportações. No entanto, os economistas temem que a crise fiscal na Europa poderia reduzir o ritmo de vendas para o principal mercado externo do país.

A procura por bens duráveis subiu 2,8%, um pouco abaixo dos 2,9% estimados pelo governo em um relatório preliminar na semana passada. A demanda pelos não-duráveis, por sua vez, caiu 0,1%, após alta de 3,1% em março.

O setor de encomendas de transporte registrou elevação de 15,8% no mês passado, refletindo o aumento de 228,1% nas economendas à aviação comercial. A recuperação resultou de um mês de melhores resultados para a Boeing, que economendou 35 novas aeronaves 777.

Os pedidos de veículos subiram 2,7% em abril, depois de ganho de 5% em março.

com Associated Press

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página