Descrição de chapéu Há 50 anos

1970: Entidades apoiam programa do governo que cria fundo para trabalhador

São Paulo

O presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio, Antonio Alves de Almeida, disse que apoia o Programa de Integração Social que o governo federal pretende criar. O objetivo do Ministério da Fazenda é formar um fundo, com dinheiro das empresas, para distribuição entre os empregados.

De acordo com Almeida, essa é uma "medida de longo alcance social".

Para o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Indústria, Olavo Previatti, o programa, em princípio, é bom e contribuirá para "elevar o padrão de vida dos operários." A entidade ainda fará um estudo para se manifestar oficialmente.

Em reunião no Rio de Janeiro, falando a empresários, o ministro da Fazenda, Antonio Delfim Netto, disse que "nenhum ônus recairá sobre as empresas". Ele explicou que o desconto sobre o faturamento será compensado pela redução de ICM e IPI --este último será fixado em 15% em todos os setores, exceto nos de automóveis, joias, bebidas e fumo.

De acordo com Delfim, o fundo deve juntar US$ 1 bilhão até 1974. Pelas contas do ministro da Fazenda, um trabalhador, depois de 30 anos, terá à sua disposição o equivalente a dois anos de salários.

Primeira Página da Folha de 22 de agosto de 1970
Primeira Página da Folha de 22 de agosto de 1970 - Reprodução
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.