Estação Espacial Internacional pode ser vista a olho nu no céu

Satélite estará visível por até 6 minutos; observação depende das nuvens

São Paulo | UOL

Ao longo dos próximos dias, a Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) sobrevoa o Brasil. É possível ver (quase) tudo aqui da Terra a olho nu, sem o uso de binóculos ou telescópio.

Para enxergar é preciso estar atento porque suas passagens pelo céu são muito rápidas —as mais longas duram apenas seis minutos.

Em São Paulo, a primeira passagem, de 5 minutos, acontece nesta segunda (13), às 18h31, começando 10° acima do sul-sudoeste e desaparecendo a 19° no nordeste (uma bússola ou aplicativos de celular podem ajudar na localização). 

Para entender os ângulos, medidos em graus (°), lembre que o horizonte é o zero e que a altura máxima é 90°, aquela verticalmente acima de nossas cabeças, ou seja.

A ISS será bem visível também na próxima quarta (15), ao longo de 6 minutos, a partir das 18h26. Não chegará tão alto no céu quanto alcançou nesta segunda (13), 58°, mas poderá ser vista indo de 12° acima de oeste-sudoeste para 10° acima de norte-nordeste, com uma altura máxima de 32°. Ou seja, não adianta olhar muito para cima, que a sonda não estará lá; busque-a um pouco acima do horizonte.

É possível descobrir quando será possível observar a ISS no site spotthestation.nasa.gov, da Nasa, basta colocar a localização (o conteúdo é em inglês)

A ISS tem o tamanho aproximado de um campo de futebol, com 109 m de comprimento por 51 m de largura. Do lado de dentro, o volume aproximado é o de um Boeing 747.

Atualmente, a estação é habitada por dois cosmonautas da Rússia, três astronautas americanos e um canadense.

De acordo com a Nasa (agência espacial dos Estados Unidos), o melhor período de visualização é quando o sol reflete a estação espacial e contrasta com o céu mais escuro. Isso ocorre dentro de algumas horas antes ou depois do nascer ou do pôr do Sol. 

Aqui da Terra, a Estação Espacial aparece como uma das estrelas mais brilhantes do céu, com a diferença de que se move a 27.000 km/h, muito mais rápido que um avião, que pode alcançar 900 km/h. 

A essa velocidade, a ISS dá uma volta completa na Terra em apenas 90 minutos, o que permite aos tripulantes ver por 16 vezes ao dia o nascer e o pôr do Sol. Portanto, a nave passa sobre sua cabeça várias vezes ao dia, mas sua visibilidade depende das condições de iluminação.

Se quer descobrir quando a estação estará visível em sua cidade, é possível baixar diversos aplicativos, como o ISS Finder e o ISS Spotter, que fazem o cálculo por você. É possível ainda recorrer à Nasa, que disponibiliza um serviço gratuito e bastante intuitivo (mesmo para quem não domina o inglês) chamado de Spot The Station. 

O serviço também informa o tempo em que a nave vai ficar visível, a sua altura máxima e as coordenadas geográficas de onde ela vai aparecer e desaparecer -para facilitar para que lugar do céu olhar. (N= Norte; S = Sul; E = Leste; W = Oeste). 

É possível ainda cadastrar um email e receber alertas de quando a estação estiver perto de ficar visível em sua cidade.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.