Lançamento de voo tripulado da Nasa e da SpaceX é adiado para sábado

Voo que ia para a Estação Espacial Internacional foi adiado por questões meteorológicas

São Paulo

Foi adiada para sábado a decolagem da missão Demo-2, o primeiro voo espacial tripulado rumo à Estação Espacial Internacional a ser realizado a partir dos EUA desde a aposentadoria dos ônibus espaciais, em 2011. Esse seria também o primeiro voo orbital tripulado de uma empresa privada, a SpaceX.

O adiamento ocorreu por causa de questões meteorológicas desfavoráveis. A previsão meteorológica não ensejava muito otimismo. Em boletim emitido nesta terça, falava-se em 60% de chance de boas condições para o voo. As datas de reserva eram os dias 30 e 31.

O voo em si segue o roteiro tradicional de lançamentos da SpaceX, envolvendo inclusive algo jamais usado antes em voos tripulados: pela primeira vez, o foguete será abastecido enquanto os astronautas já estão a bordo da cápsula.

A ascensão à órbita, impulsionada pelos dois estágios do foguete Falcon 9, deve demorar cerca de 12 minutos, até que a cápsula Crew Dragon inicie seu voo autônomo. Começa então uma série de manobras e testes do veículo, com chegada prevista à ISS aproximadamente 19 horas depois.

Durante o voo, Doug Hurley, como comandante, pilotará a nave, realizando os testes exigidos a fim de certificá-la para futuras missões. Caso tudo corra bem, espera-se que os astronautas permaneçam dois a três meses na estação. A duração exata ainda é incerta e depende do desempenho dos painéis solares da cápsula com o passar dos meses, conforme ela permanece acoplada à ISS.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.