Chuva e ventania deixam SP em estado de atenção e causam quedas de árvores

Cidade tem risco para alagamentos devido tempestade que atinge várias regiões

São Paulo

A tempestade acompanhada de fortes ventos que atingiu São Paulo no início da noite deste sábado (3) deixou a cidade em estado de atenção para o risco de alagamentos. Até às 20h30 os bombeiros haviam registrado 96 chamadas para auxílio em queda de árvores, além outras oito solicitações para averiguação avarias causadas pela ventania.

De acordo com a corporação, apesar de alguns pontos do município apresentarem alagamentos, não houve registro de situações graves ou áreas que estivessem totalmente intransitáveis.

Um alagamento próximo ao terminal Bandeira fez com que algumas linhas alterassem o acesso ao local de embarque, mas não afetaram a circulação das linhas.

Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE) as rajadas de vento superaram os 60 Km/h, o que potencializou a queda de árvores e destelhamento de casas.

O meteorologista do CGE Thomaz Garcia diz a mudança do clima ocorreu devido a propagação de uma frente fria sobre o oceano, que gerou nuvens carregadas responsáveis pelas chuvas com forte intensidade, com o potencial para formação de alagamentos. 

A chuva e o vento também causaram falta de energia e provocaram vários chamados pela cidade, afirmou a Eletropaulo.  

Depois de um dia de altas temperaturas, a previsão é que após as chuvas os termômetros registrem queda. No domingo a máxima não deve ultrapassar os 23ºC. Conforme a previsão do CGE, o tempo ficará nublado e mais frio até a segunda (5).

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.