Descrição de chapéu Agora

Parque em SP com elevador e passarela na mata atlântica abre em 10 de dezembro

Às margens da Imigrantes, local preza por sustentabilidade e acesso a todos

William Cardoso
São Paulo | Agora

A Grande São Paulo ganhou nesta quinta-feira (29) o Parque Ecológico Imigrantes, em São Bernardo do Campo (ABC), no meio da mata atlântica.

A visitação ao público, porém, será aberta por meio de agendamento, a partir do dia 10 de dezembro. Os visitantes não vão pagar nada para conhecer o local.

Vista aérea do Parque Ecológico Imigrantes
Vista aérea do Parque Ecológico Imigrantes - Divulgação

O parque fica no km 34,5 da rodovia dos Imigrantes, após o pedágio e antes da interligação com a rodovia Anchieta. A responsável pelo espaço é a Fundação Kunito Miyasaka, que levou 11 anos para consolidar o projeto.

Os visitantes poderão percorrer seis trilhas, com os mais variados graus de dificuldade. Há desde caminhos curtos, com poucos obstáculos, até trechos mais longos, com relevo típico das cabeceiras da serra do Mar.

A intenção dos responsáveis é preservar o ambiente, com conceitos que vão da sustentabilidade à redução do desperdício. Logo na entrada, um portal foi feito com sucata equivalente a 130 carros populares. Não há soldas na estrutura.

Outro destaque é a passarela elevada, construída com madeira plástica. Material é composto por 70% de sobras de madeira e 30% de resíduos plásticos, como garrafas PET. Segundo os responsáveis, cerca de 10 mil pessoas vivem no entorno do parque e foi desenvolvido um trabalho de conscientização com as comunidades locais para evitar impacto negativo.

A expectativa dos organizadores é de que a visitação seja restrita no mês de dezembro, diante do volume de carros em direção ao litoral no fim do ano. Por conta disso, a disponibilidade de datas para os visitantes será maior em janeiro. Serão 50 pessoas por dia, divididas em cinco grupos de 10, cada um com um monitor. O agendamento prévio será realizado pelo site: www.parqueecologicoimigrantes.org.br.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.