Descrição de chapéu Tragédia em Brumadinho

Voluntários lavam uniformes cobertos de lama dos bombeiros de Brumadinho

Roupas passam por duas lavagens e até imersão em solução desinfetante

José Antônio Bicalho
Belo Horizonte

Os uniformes dos bombeiros que entram na lama em Brumadinho estão sendo lavados em uma lavanderia improvisada, mas bem organizada, montada em uma igreja Batista da cidade. São 13 máquinas de lavar e de secar, operando 24 horas por dia. Cerca de 30 voluntários se revezam em três turnos de trabalho. Estão sendo lavados, em média, 200 uniformes por dia.

Membros das forças de resgate descansam após trabalhos de busca na lama
Membros das forças de resgate descansam após trabalhos de busca na lama - Washington Alves/Reuters

De acordo com o pastor Márcio Santos, da Convenção Batista Mineira, que reúne 1.200 igrejas em Minas Gerais, a entidade está permanentemente mobilizada para atuar em grandes tragédias e mantém um fundo de recursos para emergências. Foi este fundo que cobriu a compra das máquinas e os serviços de adaptação hidráulica e elétrica da igreja. Os voluntários da Convenção Batista atuaram também na tragédia de Mariana, há três anos.

Ele disse que se reuniu com o comando dos bombeiros no dia seguinte ao desastre para oferecer ajuda. A limpeza dos uniformes era o apoio mais urgente, já que eles não não estavam sendo lavados. Os bombeiros sujos de lama recebiam apenas um jato de água de caminhão pipa para a retirada da lama mais grossa. Como são apenas dois uniformes para cada bombeiro, eles não secavam inteiramente entre um e outro turno de trabalho.

Segundo Santos, entre os voluntários na lavanderia estão três médicos. Estes foram a Brumadinho com o objetivo de atender feridos ou desabrigados. Como a demanda por serviços médicos não foi o esperado, eles estão na lavanderia.

A técnica de lavagem foi definida por um profissional de saúde do trabalho, também voluntário. As roupas passam por uma primeira lavagem para tirar a lama grossa. Depois são imersas em solução desinfetante. Novamente lavadas, são secadas e depois embaladas em sacos plásticos e identificadas com o nome do bombeiro. Os uniformes sujos são recolhidos pela manhã e a noite e entregues pela manhã.

Além da lavanderia, psicólogos e psiquiatras ligados à Convenção Batista Mineira estão atuando em apoio às famílias desabrigadas ou que perderam entes. ​

 
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.