Governo do Amazonas anuncia que realizará a transferência de presos

Força Tática de Intervenção Prisional começam a chegar a Manaus nesta terça

Monica Prestes Fabiano Maisonnave
Manaus

Após registrar 55 mortes dentro de quatro presídios entre domingo (26) e esta segunda (27), o governo do Amazonas anunciou que realizará a transferência de presos para unidades federais ao longo da semana.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, confimou que serão disponibilizadas vagas no sistema federal. "Vamos também disponibilizar vagas nos presídios federais para transferência das lideranças envolvidas nesses massacres", escreveu Moro, no Twitter.

Nove detentos identificados como líderes da ação foram transferidos para presídios de outros estados no início da tarde desta terça-feira (28). Outros 20 devem ser transferidos para presídios federais nesta quarta-feira (29), segundo o governador do Amazonas, Wilson Lima. O destino dos detentos transferidos, no entanto, não foi divulgado, assim como a identidade deles.

Por meio de nota oficial, o governo do Amazonas também informou que 100 agentes da Força Tática de Intervenção Prisional começam a chegar a Manaus nesta terça-feira para atuar nos presídios. 

Além do reforço garantido por Moro, o governo do Amazonas solicitou ao governo federal a extensão da presença da Força Nacional, que está atuando nos presídios do estado desde 2017. 

As medidas foram definidas durante reunião do gabinete de crise criado para estabelecer a adoção de medidas para solucionar os problemas do sistema prisional. O gabinete reúne órgãos do sistema de segurança, Poder Judiciário e representantes do Legislativo.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.