Descrição de chapéu Obituário Gilberto Marques de Melo Lima (1955 - 2019)

Mortes: Advogado e poeta, lutou por justiça e direitos humanos

Gilberto Marques de Melo Lima ganhou renome com atuação em casos de repercussão nacional

Patrícia Pasquini
São Paulo

Veio de Vinícius de Moraes a paixão por poesias. A história do poeta era uma das preferidas do advogado criminalista Gilberto Marques de Melo Lima.

Além de poesias, ele também escrevia crônicas sobre o amor, a vida e os fatos do cotidiano. Antes de ser considerado um dos mais importantes advogados criminalistas do país, era chamado pelos amigos de poetinha.

A última crônica, encontrada por um dos filhos, havia sido escrita pouco antes de morrer. O texto de cinco páginas aborda a profissão de advogado e a situação do país e dos professores.

Advogado criminalista Gilberto Marques de Melo Lima (1955-2019)
Advogado criminalista Gilberto Marques de Melo Lima (1955-2019) - Arquivo pessoal

Lima ganhou renome com a atuação em casos de repercussão nacional, a exemplo do Escândalo da Mandioca, considerado o maior crime financeiro ocorrido em Pernambuco (no final da década de 1970 e início dos anos 1980). À época, tinha 26 anos.

Ele também participou da Comissão da Memória e Verdade Dom Hélder Câmara, que investigou crimes cometidos durante a ditadura militar. 

Seu filho, o advogado Gilberto Sarmento Marques de Lima, 30, conta que ele sempre foi inteligente e precoce.

“Aos três anos, meu pai já sabia ler e escrever. Aprendeu sozinho. Um dia, levou bronca do meu avô por ter escrito um cartaz na porta de casa informando que ali se engraxavam sapatos.”

Apesar de gostar de curtir a vida, o dinheiro nunca foi seu objetivo. Para ele, não havia distinção entre ricos e pobres. “Meu pai sempre deu valor à justiça e a pequenas coisas”, diz o filho.

Nascido em Recife (PE), Gilberto Marques de Melo Lima morreu em 20 de setembro, aos 64 anos, de infarto. Divorciado, deixa cinco filhos e três netas.

coluna.obituario@grupofolha.com.br

Veja os anúncios de mortes

Veja os anúncios de missas

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.