Descrição de chapéu Coronavírus

Amazonas registra primeira morte pelo coronavírus fora do Sudeste

Ele estava internado no hospital Delphina Aziz, adaptado para tratar infectados pelo Covid 19

Manaus

O comerciante Geraldo Savio da Silva, 49, morreu no início da noite desta terça-feira (24), em Manaus, após ter sido diagnosticado com o novo coronavírus. É o primeiro óbito pela doença fora da região Sudeste, que já registrou 40 mortos em São Paulo e seis no Rio de Janeiro.

O paciente havia sido transferido no sábado de manhã (21) de Parintins, no interior do estado, e estava internado no hospital Delphina Aziz, adaptado para tratar exclusivamente infectados pelo Covid 19. Ele era portador de hipertensão arterial sistêmica. No último domingo, ele já havia sofrido uma parada cardiorrespiratória.

O prefeito de Parintins, Bi Garcia (PSDB), disse à Folha que Silva, dono de uma ótica e de uma livraria, contraiu o vírus durante encontro de pescadores em Manaus, na semana passada. Ele procurou o hospital da cidade na sexta-feira (20), com problemas respiratórios, e foi isolado.

O comerciante Geraldo Savio da Silva, morto em decorrência do coronavírus
O comerciante Geraldo Savio da Silva, morto em decorrência do coronavírus - Reprodução/Instagram

“Estamos há 20 dias agindo contra o coronavírus”, afirmou Bi Garcia. Nesta quinta-feira (25), mais 177 profissionais de saúde passarão a atuar no no município de 114 mil pessoas.

Já há dois casos confirmados na cidade —a mulher de Silva também contraiu o coronavírus, mas não apresenta sintomas. Ela está em Manaus, de quarentena.

De acordo com o boletim municipal desta terça-feira, há 63 pessoas em monitoramento, mas nenhum caso suspeito. Já o Amazonas registrou 47 confirmados de Covid 19 —com a exceção do casal em Parintins, todos são residentes de Manaus.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.