Descrição de chapéu Obituário Silvana Antunes Neves (1960 - 2020)

Mortes: Venceu batalhas e ensinou a solidariedade com os animais

Silvana Antunes Neves deu sua contribuição à causa animal no país

São Paulo

Devido a um acidente de trabalho, a técnica de banco de sangue Silvana Antunes Neves contraiu hepatite. Com o tempo, a doença agravou e cada dia passou a representar uma batalha vencida.

“Ela era muito forte. Foi muitas vezes desenganada e superou todas elas, além dos obstáculos, até porque também sofria de diabetes e de depressão”, explica a filha, a professora de pilates Danielle Antunes Ribeiro, 38.

Silvana nasceu em Marília (a 435 km de São Paulo), mas cresceu em Adamantina (a 578 km de São Paulo).

Silvana Antunes Neves (1960-2020)
Silvana Antunes Neves (1960-2020) - Arquivo pessoal

A mãe dedicava-se às tarefas do lar e o pai era policial. Era a segunda mais nova de nove irmãos.

Aos 18 anos, mudou-se para a casa de uma irmã, na capital paulista, período em que começou a trabalhar como técnica de banco de sangue. Passou por vários hospitais.

A rotina do trabalho abriu espaço para a paixão. Silvana casou-se com o chefe, união durou três anos. Com a separação, passou a dedicar-se exclusivamente aos dois filhos, além de aproveitar a vida ao lado dos amigos. Carismática e muito querida, ela estava sempre rodeada de pessoas.

Se não é o trabalho, todo mundo desempenha alguma atividade por amor. Com a Silvana não foi diferente. Ela defendia a causa animal.

As gatas Bia e Cissa, que viveram felizes mais de 18 anos ao seu lado, foram testemunhas do amor que sentia pelos bichos. Ambas eram adotadas.

“Além de incentivar a adoção, minha mãe auxiliava instituições que cuidam de animais abandonados. Ela deixa para nós lições de força e solidariedade”, conta Danielle.

Silvana Antunes Neves morreu dia 14 de março por complicações após cirurgia de transplante de fígado. Separada, deixa dois filhos.

coluna.obituario@grupofolha.com.br

Veja os anúncios de mortes

Veja os anúncios de missa

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.