Descrição de chapéu Coronavírus Textos liberados

Brasil tem terceiro dia seguido com mais de mil mortos por Covid-19

Segundo dados do consórcio de jornalistas, 1.024 óbitos foram registrados nesta quinta

São Paulo e Brasília

O Brasil registrou nesta quinta (18) 1.204 mortes de infectados novo coronavírus. Foi o terceiro dia seguido com mais de mil óbitos em todo país em razão da epidemia. Houve 23.050 casos confirmados de novos pacientes com a doença nas últimas 24 horas.

Se mantiver o ritmo atual de novas infecções, o Brasil deve chegar a marca 1 milhão de casos nesta sexta-feira. O país já tem 983.359 pessoas com a Covid-19 e um total de 47.869 óbitos.

Os dados do Brasil foram compilados pelo consórcio entre Folha, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo, G1 e UOL, em balanço divulgado às 20h desta quinta-feira (18). O levantamento é feito com a coleta de dados das Secretarias de Saúde dos estados.

Na sua décima quinta semana de pandemia, o Brasil tem uma taxa de 22,5 mortos por 100 mil habitantes. Os Estados Unidos, que têm o maior número absoluto de mortos e está cinco semanas adiante na pandemia, e o Reino Unido, que está em sua décima nona semana, têm 35,9 e 63,2 mortos para cada 100 mil habitantes, respectivamente.

Na Argentina, onde a pandemia desembarcou nove dias mais tarde que no Brasil e que seguiu uma quarentena muito mais rígida, o índice é de 1,7 morte por 100 mil habitantes.

A comparação com os outros países e feita levando em consideração os dados consolidados pela Universidade Johns Hopkins, dos EUA. Até esta sexta, a instituição contabilizava mais de 8 milhões de casos do novo coronavírus em todo mundo e 451 mil mortes.

A iniciativa do consórcio de veículos de compilar e divulgar os dados sobre Covid-19 é uma resposta a atitudes recentes do governo Jair Bolsonaro, que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins, retirou informações do ar, deixou de divulgar totais de casos e mortes e divulgou informações conflitantes.

Dados do Ministério da Saúde apresentados nesta quinta-feira (18) apontam que foram registrados 22.765 novos casos de Covid-19 nas últimas 24h, com 1.238 novas mortes.

Com isso, o total já chega a 978.142 casos confirmados, com 47.748 mortes pela doença.

O número real, no entanto, pode ser maior, já que nem todos os casos passam por testes. O país também soma 3.982 mortes ainda em investigação.

Após mudar o horário de divulgação de dados nas últimas semanas, a pasta voltou nesta quinta a comentar dados diários da pandemia em coletiva de imprensa.

O secretário de vigilância de saúde, Arnaldo Correia, diz verificar uma tendência de estabilização dos casos, mas que a análise ainda precisa ser confirmada nas próximas semanas.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.