Veja o que Damares e outros disseram sobre caso de menina de dez anos grávida após estupro

Políticos, ativistas e religiosos repercutiram aborto com opiniões a favor e contra

São Paulo

O caso da criança capixaba de dez anos que realizou um aborto legal nesta segunda-feira (17) no Recife após ser vítima de seguidos estupros de um tio por quatro anos gerou repercussão nacional e opiniões pró e contra o procedimento. Veja abaixo o que disseram políticos, ativistas e religiosos sobre o caso.

*

"Esse é um crime que foi cometido contra esta criança. O nosso Código Penal é claro, em casos como esse o aborto é mais que necessário, é recomendado. Como é que uma menina de 10 anos de idade vai ter um filho e vai criar um filho? Isso é um absurdo."
Hamilton Mourão, vice-presidente

*

"O lamentável caso da criança de São Mateus, município situado a 240 km de Vitória, encaminhado para o Cisam, no Recife, terminou com a morte da menina de cinco meses. Tudo realizado às pressas, em dia de domingo, com dificuldade de articulação, além das informações desencontradas. Conclusão: o mandamento destacado por Jesus no texto que citamos inicialmente foi mais uma vez desrespeitado." ​
Dom Antonio Fernando Saburido, arcebispo de Olinda e Recife

*

"Lamentável presenciar aqueles que representam a Lei e o Estado com a missão de defender a vida decidirem pela morte de uma criança de apenas cinco meses cuja mãe é uma menina de dez anos. Dois crimes hediondos. A violência sexual é terrível, mas a violência do aborto não se explica diante de todos os recursos existentes e colocados à disposição para garantir a vida das duas crianças. As omissões, o silêncio e as vozes que se levantam a favor de tamanha violência exigem uma profunda reflexão sobre a concepção de ser humano."
Dom Walmor, presidente da CNBB.

Hospital onde medida de dez anos realizou o aborto foi palco de protesto contra e a favor do procedimento neste domingo (16) - Filipe Jordão/JC Imagem

*

"Só espero que as polícias de todos os estados da Federação se unam para pegar o demônio que fez a criança de dez anos passar por tanto sofrimento. O caso é de tal gravidade, que o ministro da Justiça haveria de cuidar dele pessoalmente!"
Janaína Paschoal, deputada estadual (PSL-SP)

*

"Minha equipe já está entrando em contato com as autoridades de São Mateus para ajudar a criança, sua família e para acompanhar o processo criminal até o fim."

"Eu sei que os comentários nas redes sociais vão cessar, os que se levantaram, injustamente, contra mim em uma ou duas semanas não lembrarão mais desta menina, como eles não lembram mais das outras e dos outros meninos abusados, mas eu, se a família permitir e se ela precisar, estarei sempre por perto."

"Utilizaram, de forma irresponsável, a dor de uma criança e de uma família em prol de bandeiras ideológicas que em nada contribuem para aperfeiçoar os mecanismos de proteção da infância."
Damares Alves, ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos

*

"Iremos processar até o último fio de cabelo o médico que matou a bebê de nove [cinco] meses e agora irá torturar a criança de 10 anos com um parto prematuro forçado. Monstros!​"
Sara Giromini —conhecida como Sara Winter, ela divulgou o nome da menina e do hospital em que realizaria o aborto, violando a Constituição, o Código Penal e o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente)

*

"Tratar quem está em situação de tamanha fragilidade e sofrimento com agressão, falta de respeito e amor não encontra qualquer respaldo ético, moral e muito menos espiritual."

"Os médicos e demais profissionais se comoveram com o fato de que o tempo todo em que ela esteve em consulta estava agarrada a uma girafa de pelúcia como se tentasse reter sua infância, roubada, enquanto lida com fatos e carga psicológica que ultrajam a dignidade humana."
Marina Silva, ex-ministra do Meio Ambiente e evangélica

*

"Tentar levar adiante uma gestação num corpo infantil é uma violência abominável. Leis protegem a menina. É urgente. Não há tempo para política. É questão de Justiça. Ponto."
Maria do Rosário, deputada federal (PT-RS)

*

"No caso, penso que a premissa do aborto é única: preservar a vida da criança. O quadro revela o perfil animalesco do homem. A gravidez de criança com 10 anos estarrece."
Marco Aurélio Mello, ministro do STF (Supremo Tribunal Federal)

*

"Pior que o estupro é o assassinato de um ser indefeso. O desgraçado assassino do juiz que tinha que estar na cadeia."
​Silas Malafaia, pastor pentecostal líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.