'Estou vendo uma barata', diz Bolsonaro a apoiador com cabelo black power

Em conversa com simpatizantes, presidente também afirmou que havia piolho e cloroquina na cabeça do homem

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Brasília

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse a um apoiador com cabelo estilo black power que estava vendo uma barata no seu cabelo. “Estou vendo uma barata, estou vendo uma barata aqui”, disse, rindo e sem máscara, ao apoiador, enquanto tirava uma foto com ele.

A declaração foi dada em conversa com bolsonaristas em Brasília, nesta quinta-feira (6). O vídeo foi publicado por um site simpatizante do presidente.

Antes dessa fala, o presidente já havia feito uma outra declaração para a mesma pessoa. “Falou, cabeludo, tem piolho na sua cabeça, tem cloroquina.”

Bolsonaro está à direita da foto e, à esquerda, aparece cabelo black power (pessoa está de costas); entre a imagem deles está um segurança do presidente, de óculos escuros
Bolsonaro conversa com apoiador que tem cabelo black power - YouTube/Foco do Brasil

No encontro, Bolsonaro falou também sobre a declaração do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta na CPI da Covid. Segundo Mandetta, o Brasil poderia estar vacinando desde novembro do ano passado.

“O que ele disse de grave na CPI foi que o Brasil poderia ter começado a vacina em novembro, certo? Só que a primeira vacina no mundo foi no no Reino Unido em dezembro e nós começamos a vacinar em janeiro. Então, isso não se sustenta.”

No primeiro dia de depoimentos na CPI da Covid, o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta afirmou ainda que o presidente contrariou orientações do Ministério da Saúde baseadas na ciência para o combate à pandemia.

Em depoimento de mais de sete horas dado nesta terça (4), na comissão, Mandetta também avaliou que o mandatário adotou discurso negacionista que pode ter contribuído para espalhar mais rapidamente a Covid-19.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.