Descrição de chapéu feminicídio violência

Brasileiro escalou parede e fugiu pelo telhado de prisão nos EUA; veja vídeo

Imagens foram divulgadas pelo diretor do presídio nesta quarta (6); é o sétimo dia de buscas por condenado por matar a ex na Pensilvânia

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Washington

O brasileiro Danilo Cavalcante, 34, fugiu da prisão do condado de Chester, nos EUA, pelo telhado. A ausência dele foi percebida apenas na hora da contagem dos detentos, mais de uma hora depois.

De acordo com informações divulgadas pelo diretor interino do presídio, Howard Holland, nesta quarta (6), Cavalcante estava em um pátio de exercícios, junto com outros presos do bloco, às 8h30 de quinta (31).

Às 8h51, ele consegue escalar uma parede. A cena foi registrada em vídeo, mas no momento em que ocorreu o movimento não foi percebido. Depois de subir a parede, ele passou por uma barreira de arame farpado e chegou ao telhado, onde correu até chegar a uma outra cerca. Depois de escalá-la, ele conseguiu passar por mais uma barreira de arame farpado e fugir da prisão.

Brasileiro escala parece com as mãos e os pés
Imagens do presídio em Chester, Pensilvânia, mostram momento da fuga do brasileiro Danilo Cavalcante, condenado por homicídio, na última quinta (31) - Reprodução/Chester County District Attorney no Facebook

O método é semelhante ao adotado por outro detento que escapou da prisão em maio. Na ocasião, no entanto, um vigia em uma torre responsável pela supervisão do pátio viu o fugitivo e já acionou o alerta, levando à sua recaptura em cinco minutos.

No caso de Cavalcante, no entanto, o vigia não reportou a fuga, apesar de estar na torre de segurança no momento. Ele foi colocado em licença administrativa. A fuga ainda está sendo investigada.


Vídeo: Brasileiro sobe em parede para fugir de prisão nos EUA; veja


"Uma empresa de consultoria veio [após a primeira fuga, em maio] e identificou como aquele indivíduo escapou, e achamos que tomamos medidas apropriadas para evitar isso com arame farpado. A única coisa que não levamos em consideração foi uma falha no elemento humano. Nos concentramos apenas na infraestrutura física e não necessariamente no elemento humano", disse Holland a jornalistas.

Este é o sétimo dia de buscas por Cavalcante, condenado à prisão perpétua pelo assassinato da ex-namorada, Deborah Brandão, na frente dos filhos. O crime aconteceu em 2021.

A recompensa de US$ 10 mil (R$ 50 mil) oferecida por informações que levem à captura do brasileiro foi dobrada, após a organização sem fins lucrativos Pennsylvania Crime Stoppers oferecer mais US$ 10 mil.

Ele é réu em uma outra acusação de homicídio no Brasil. Centenas de policiais participam das buscas, assim como helicópteros, drones e cães. O clima quente e úmido, no entanto, é um complicador para a operação, e nesta terça um cachorro precisou ser hospitalizado em razão do calor.

Segundo o tenente-coronel da Polícia Estadual da Pensilvânia, George Bivens, Cavalcante foi avistado por um morador da região na noite desta terça nas proximidades de uma rodovia chamada Chandler. Com isso, o perímetro de buscas foi ampliado mais a leste.

Nas imagens registradas por câmeras de segurança, é possível ver que Cavalcante conseguiu roupas e alguns suprimentos. Especula-se que ele esteja roubando de casas da região. Dois arrombamentos já foram denunciados desde que o brasileiro fugiu da prisão e estão sob investigação.

Imagem do brasileiro Danilo Souza Cavalcante feita por uma câmera instalada em uma cerca do jardim botânico Longwood Gardens, no Condado de Chester (EUA); ele é procurado após fugir da prisão na Pensilvânia
Imagem do brasileiro Danilo Souza Cavalcante feita por uma câmera instalada em uma cerca do jardim botânico Longwood Gardens, no Condado de Chester (EUA); ele é procurado após fugir da prisão na Pensilvânia - Procuradoria Distrital do Condado de Chester

Nesta quarta, três distritos escolares determinaram a suspensão das aulas, temendo pela segurança dos alunos.

"Continuamos a utilizar centenas de agentes da lei estaduais, locais e federais, cães farejadores, recursos de aviação e vários tipos de tecnologia na tentativa de manter a comunidade segura e concluir isso o mais rapidamente possível", disse Bivens.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.