Descrição de chapéu Eleições 2018

Conheça as propostas dos presidenciáveis para a educação

Candidatos líderes nas pesquisas põem em xeque reforma do ensino médio e base nacional

Paulo Saldaña
São Paulo

Os programas dos candidatos à Presidência mais bem colocados nas intenções de voto trazem como proposta para a edução a revisão das duas principais políticas educacionais discutidas no governo Michel Temer (MDB): a reforma do ensino médio e a Base Nacional Comum Curricular.

Outros exemplos de temas que repetem nos documentos escritos pelos candidatos está uma maior atenção federal para a educação básica, em especial para creches, pré-escolas, e para a questão docente, com a valorização do professor.

Abaixo, confira as propostas dos presidenciáveis Ciro Gomes (PDT), Fernando Haddad (PT), Geraldo Alckmin (PSDB), Jair Bolsonaro (PSL) e Marina Silva (Rede) para a edução.

Ciro Gomes (PDT)

  • Reabrir discussão da Base Nacional Comum Curricular
  • Pagar bolsa a alunos de ensino médio que apresentarem frequência mínima e ganhos crescentes no desempenho escolar
  • Estrutura de incentivos para estados e municípios de acordo com a adesão às políticas e práticas propostas pelo governo federal
  • Premiação para escolas que consigam reduzir evasão e melhorar desempenho de alunos
  • Mais recursos do governo federal para municípios com piores indicadores, que terão metas claras e viáveis de melhoria na aprendizagem
  • Persistir na aplicação das metas estabelecidas no Plano Nacional da Educação
  • Articular programa intersetorial com foco na primeira infância; priorizar atendimento de creches a jovens mães em condições vulneráveis
  • Estabelecer mesa permanente de negociação para ampliar medidas de valorização dos professores de modo sustentável
  • Criação de prova nacional para seleção de professores
  • Controle estrito de faltas de professores e alunos
  • Apoio à melhoria da infraestrutura escolar e das condições de trabalho, por meio do BNDES
  • Manter gratuidade nas universidades públicas e facilitar convênios com empresas públicas e privadas
  • Inclusão do combate a preconceitos por raça, etnia, orientação sexual e gênero no Plano Nacional de Educação, além de garantir implementação da lei sobre ensino de história e cultura afro-brasileira e africana

Fernando Haddad (PT)

  • Ajustar a Base Nacional Comum Curricular e retirar imposições obscurantistas
  • Revogar reforma do ensino médio e elaborar um novo marco legal
  • Ampliar atuação federal no ensino médio; maior integração com a rede federal de educação e com o Sistema S
  • Programa de permanência na escola para jovens em situação de pobreza, combate à evasão e elevação do rendimento escolar
  • Reforço de ações para educação inclusiva, relações étnico-raciais, valorização da diversidade e direitos humanos, sob perspectiva não discriminatória
  • Revogar a lei do teto de gastos
  • Concretizar as metas do Plano Nacional de Educação e criar novo padrão de financiamento, visando progressivamente investir 10% do PIB em educação 
  • Implementar o CAQ (indicador que especifica custo por aluno para garantir condições de qualidade)
    Institucionalizar novo Fundeb, de caráter permanente, com aumento da complementação da União, e Sistema Nacional de Educação, instituindo instâncias de negociação interfederativa
  • Criar política nacional de valorização e qualificação docente, garantir o piso salarial nacional e implementar prova nacional para ingresso na carreira docente
  • Colaboração com municípios para ampliação com qualidade das vagas em creches, além de fortalecer as políticas voltadas para a pré-escola
  • Expandir educação integral, sobretudo nas regiões mais vulneráveis
  • Ampliar vagas, fortalecer campi e interiorização dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, com foco em regiões vulneráveis 

Geraldo Alckmin (PSDB)

  • Investir na educação básica de qualidade
  • Garantir que todas as crianças estejam plenamente alfabetizadas até 2027
  • Crescer 50 pontos no Pisa (avaliação internacional) em 8 anos 
  • Sério investimento na formação e qualificação dos professores
  • Transformar a carreira do professor numa das mais prestigiadas e desejadas pelos jovens
  • Adotar estratégias educativas de sensibilização de adolescentes para prevenção da gravidez precoce
  • Fortalecer o ensino técnico e tecnológico, qualificando os jovens para atuar na nova economia
  • Estimular parcerias entre universidades e empresas para incentivar aumento de produtividade e competitividade

Jair Bolsonaro (PSL)

  • Fazer mais com os atuais recursos
  • Oferecer mais aulas de matemática, ciências e português, sem doutrinação e sexualização precoce
  • Priorizar educação básica e ensino técnico, com mais esforços a partir da educação infantil
  • Qualificação crescente dos professores
  • Revisar e modernizar o conteúdo, desde a alfabetização, "expurgando a ideologia de Paulo Freire"
  • Alterar a Base Nacional Comum Curricular
  • Impedir a "aprovação automática"
  • Universidades devem gerar avanços técnicos, desenvolver novos produtos por meio de parcerias e pesquisas com a iniciativa privada
  • Fomentar o empreendedorismo na universidade
  • Educação a distância deve ser vista como um importante instrumento, e não vetada de forma dogmática
  • Evoluir para uma estratégia de integração entre entes federativos e universidades públicas e privadas

Marina Silva (Rede)

  • Implementar a política nacional integrada para a primeira infância
  • Parceria com estados e municípios no estabelecimento de metas e indicadores para mensurar os investimentos, a qualidade e o impacto das políticas implementadas
  • Apoiar estados e municípios na implementação da Base Nacional Comum Curricular
  • Implementar metas do Plano Nacional de Educação
  • Avaliar criticamente o novo ensino médio, reconhecendo problemas na flexibilização curricular e na ampliação da carga horária previstas, que não são compatíveis com a realidade da maioria dos municípios brasileiros
  • Reduzir o problema do atraso escolar, visando caminharmos para cumprir a meta de zerar a distorção idade-série
  • Expandir a educação integral
  • Enfrentar o analfabetismo
  • Criar políticas de prevenção e combate a todas as formas de bullying, violência e discriminação, considerando as metas do Plano Nacional de Educação, para promover o bem de todos sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade, orientação sexual (LGBTIs), condição física, classe social e religião
  • Valorizar ensino técnico e profissional, buscando maior integração às demandas do mercado de trabalho e enfrentando o alto índice de evasão do Pronatec
  • Aproximar política de ciência, tecnologia e inovação do ensino superior

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.