Jovens empreendedores disputam no Rio título e vaga em etapa mundial da EO

Quatro projetos, vencedores das etapas regionais da organização global, concorrem nesta tarde na Marina da Glória

Cristiano Cipriano Pombo
São Paulo

A Entrepreneurs’ Organization no Brasil escolhe neste sábado (26), na Marina da Glória, no Rio, o projeto e o empreendedor brasileiro que irão disputar a etapa global, que ocorrerá em Cape Town (África do Sul), em  2020.

Ao todo quatro projetos, de jovens estudantes e empreendedores do país, competem pela honraria, que no ano passado foi conquistada pelo economista Gustavo Fuga, criador do 4You2, uma escola que tem como propósito a democratização do ensino de inglês no país e por onde já passaram mais de 15 mil alunos.

Fuga, que foi finalista do Prêmio Empreendedor Social de Futuro em 2015, ficou em terceiro lugar na etapa mundial, realizada em Macau, na China, em 2018, que reuniu 52 competidores.

Telão exibe a imagem de Gustavo Fuga na final da etapa do EO em São Paulo
Telão exibe a imagem de Gustavo Fuga na final da etapa do EO em São Paulo - Cristiano Cipriano Pombo/Folhapress

As eliminatórias no Brasil ocorrem, geralmente, em cinco Estados —SP, MG, RJ, PR e RS— e movimentam estudantes do país todo. Neste ano, quatro empreendedores foram escolhidos para a decisão desta tarde no Rio de Janeiro.

“Vocês verão que participar da final internacional é algo como ir aos Jogos Olímpicos. Nada que vivi se compara com aquilo”, avisou Fuga, que conversou com os finalistas da eliminatória em São Paulo, no dia 5 de outubro. “Se você tem uma ideia ou um negócio e que ajuda as pessoas, basta ter energia e vontade que ninguém vai conseguir pará-lo”, afirmou.

Os quatro finalistas foram escolhidos nas etapas de São Paulo, Rio, Curitiba e Porto Alegre.

Da capital paulista, o escolhido foi o austríaco, filipino e brasileiro Noel Orlet, 22, que nasceu em Belém (PA), estuda direito na UFPA (Universidade Federal do Pará) e é sócio-fundador da Amana Katu (que, em tupi-guarani, significa “chuva boa”).

Ao lado de Daniel Miglorancia (esq.) e Otto Baumgart (centro), Noel Orlet, criador da Amana Katu, recebeu o prêmio por ter vencido a prova de São Paulo da EO
Ao lado de Daniel Miglorancia (esq.) e Otto Baumgart (centro), Noel Orlet, criador da Amana Katu, recebeu o prêmio por ter vencido a prova de São Paulo da EO - Divulgação

Orlet decidiu empreender quando viu que, mesmo estudando direito e tendo trabalhado no Ministério Público, os meios jurídicos não garantiam direitos humanos básicos, entre eles o acesso a água. “No Amazonas, onde existe a maior concentração de água do mundo, mais de 10 milhões de pessoas não têm acesso a água potável”, afirma ele, que criou um tambor plástico a baixo custo capaz de filtrar águas das chuvas e torná-la potável. Sua iniciativa já impactou 6.932 pessoas, que, com água limpa, deixaram de sofrer com males que vão da diarreia a diversos mal-estares.

A intenção dele, que preside também a ONG Enactus UFPA  —onde ajuda outros projetos sociais— é implantar a solução em todas as escolas, os hospitais e as comunidades da região Norte, o que também ajudará a criar empregos na região para jovens de alta vulnerabilidade.

Outro concorrente na final é o carioca Diego Cidade, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, vencedor da etapa no Rio e que criou a Academia do Universitário. “Apenas 9,2% dos universitários do Brasil estarem estagiando não deve ser levado como algo natural”, diz ele.

Diego Cidade, vencedor da etapa do Rio de Janeiro da EO e criador da Academia do Universitário
Diego Cidade, vencedor da etapa do Rio de Janeiro da EO e criador da Academia do Universitário - Dilvulgação

Para enfrentar essa realidade, ele criou uma tecnologia que trabalha o processo seletivo de uma empresa de ponta a ponta, onde treina estagiários e os prepara para melhor atender às vagas disponíveis, de acordo com as demandas das empresas. Ele já capacitou mais de 1.575 alunos.

Quem também está na decisão é Bruno Rocha, 29, estudante de engenharia química que venceu a etapa de Curitiba. Ele é um dos fundadores da Annora Alimentos, onde, ao lado da esposa (Taísa Caraça), produz e comercializa leites vegetais, de uma fábrica própria em Pinhais (região metropolitana de Curitiba), em mais de 70 pontos de vendas.

Bruno Rocha, vencedor da etapa do Paraná da EO, e sua esposa, Taísa Caraça, com produtos da Annora
Bruno Rocha, vencedor da etapa do Paraná da EO, e sua esposa, Taísa Caraça, com produtos da Annora - Divulgação

A ideia surgiu pela dificuldade dele e da esposa, vegetarianos, de encontrar bebidas veganas tão saborosas quanto as que tinham experimentado na Irlanda.

O outro concorrente da final é Guilherme Zuanazzi. Vencedor da etapa de Porto Alegre, ele é o fundador e CEO da Aprix, startup que oferece nova inteligência em pricing ao mercado brasileiro. “Algoritmos de tarifa dinâmica já são utilizados no varejo de combustíveis, principalmente no Reino Unido e nos Estados Unidos, sendo o maior player do setor a empresa britânica Kalibrate. No Brasil, é a Aprix quem está construindo esse futuro”, escreveu o empreendedor, em texto em que falou da precificação de combustíveis no Brasil.

O engenheiro Guilherme Zuanazzi, vencedor da etapa do Rio Grande do Sul da EO e fundador da Aprix
O engenheiro Guilherme Zuanazzi, vencedor da etapa do Rio Grande do Sul da EO e fundador da Aprix - Arquivo Pessoal

A Entrepreneurs’ Organization é uma organização global, não governamental e sem fins lucrativos, criada em 1987 e que promove o Global Leadership Conference. No Brasil há seis anos, a rede já conta com 180 membros no país. “A EO está em 58 países, conectando iniciativas que trazem soluções e inovações para o mundo. São pessoas que vão mudar o mundo”, afirmou o empresário Otto Baumgart, presidente da EO no Brasil. 

Segundo ele, tanto quanto promover o concurso entre os projetos, o evento serve para inspirar pessoas a empreenderem. "A gente quer eu amanhã vocês estejam aqui", afirmou ele. 

Otto Baumgart, presidente da EO no Brasil, durante a final da etapa em São Paulo
Otto Baumgart, presidente da EO no Brasil, durante a final da etapa em São Paulo - Divulgação

Ele destaca que, além dos finalistas, todos os que concorreram nas eliminatórias passam a fazer parte da rede da organização e podem acessar os contatos, sempre que possível, como networking, para mentorias, consultas sobre os próximos passos de seus projetos e como exemplo para futuros novos membros.

Quem vencer a final deste sábado (26) ganha o título nacional e vaga em etapa do mundial. No ano passado, Gustavo Fuga, ao terminar em terceiro lugar na etapa mundial, ganhou um patrocínio da Amazon.


Evento: Final da EO Brasil

Local: Marina da Glória 

Data e Horário: dia 26 de outubro, às 14h

Endereço: Avenida Infante Dom Henrique, s/nº, na Glória, no Rio de Janeiro (RJ)

Entrada gratuita

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.