Ações da Coca-Cola em resposta à Covid-19 somam R$ 45 milhões

Além de criar um fundo e distribuir água para hospitais, empresa lança campanha no Dia do Meio Ambiente e mantém metas sustentáveis

São Paulo

Para fazer chegar 2,4 milhões de garrafas de água mineral a 86 hospitais públicos e filantrópicos em 49 cidades espalhados por 26 estados do país, a Coca-Cola montou uma espécie de caravanas de solidariedade.

Os caminhões e a logística da companhia foram colocados a serviço do enfrentamento da Covid-19, em um pacote de ações de R$ 45 milhões.

"Caravanas da Solidariedade" da Coca-Cola já distribuíram 2,4 milhões de unidades de água mineral para hospitais de todo o Brasil
"Caravanas da Solidariedade" da Coca-Cola já distribuíram 2,4 milhões de unidades de água mineral para hospitais de todo o Brasil - Divulgação

Entre as iniciativas estão ainda a doação e a distribuição de 84 mil aventaise 600 mil máscaras, em parceria com a Loja Renner.

A Coca-Cola Brasil e o Instituto Coca-Cola Brasil criaram também o fundo “Estamos Nessa Juntos” para minimizar o impacto da crise na atividade de catadores de material reciclável e comunidades de baixa renda.

O fundo já beneficiou mais de 5 milhões de pessoas entre as populações mais vulneráveis do país.

O plano de combate à pandemia mobilizou nove grupos fabricantes da Coca-Cola Brasil, o Instituto Coca-Cola Brasil, além da Leão Alimentos e Bebidas e Verde Campo, integrantes do sistema da empresa no país.

Diante dos desafios sociais, econômicos e sanitários colocados pela pandemia, o Dia Mundial do Meio Ambiente, festejado nesta sexta-feira (5), requer novos questionamentos.

“Quando tudo voltar ao normal, que cuidar do mundo também seja o novo normal” é mensagem do novo filme da Coca-Cola Brasil assinado pela W Mccann para marcar a data.

Uma referência ao fato de a redução da atividade humana dos últimos meses ter gerado impactos econômicos negativos, mas para o meio-ambiente as consequências momentâneas têm sido positivas.

A campanha digital reforça que é tempo de mudança, mas o compromisso com a preservação do meio ambiente deve se tornar permanente.

“Embora sejam tempos difíceis, é preciso olhar para a lição que a natureza nos deixa nessa pandemia e reafirmar o nosso compromisso com conservação do meio ambiente”, afirma Andréa Mota, diretora de sustentabilidade da Coca-Cola Brasil.

“Questões ambientais devem ser enfrentadas por todos, com ações colaborativas e de longo prazo, buscando um verdadeiro e duradouro legado de impacto positivo para o planeta.”

"Caravanas da Solidariedade" da Coca-Cola já distribuíram 2,4 milhões de unidades de água mineral para hospitais de todo o Brasil
Ação de doação da Coca-Cola Brasil para o Sistema Único de Saúde do Amazonas - Divulgação

A campanha ressalta a redução da poluição do ar em São Paulo, a chegada ao mar de tartarugas bebês e o retorno da fauna a grandes cidades, aproveitando o confinamento humano.

A peça reforça ainda o compromisso global da Coca-Cola de, até 2030, coletar, reaproveitar ou reciclar o equivalente a 100% das embalagens de seus produtos em todo o planeta.

É a visão World Without Waste (Mundo Sem Resíduos, em português). Mesmo diante do cenário de crise, a meta ambiciosa não será alterada.

A principal matéria-prima da empresa, a água, conta com programas que envolvem conservação ambiental, reflorestamento e acesso.

Em parceria com 17 organizações, a Coca-Cola Brasil garantiu, em três anos, o acesso e tratamento de água em mais de 349 comunidades rurais de baixa renda de oito estados. Cerca de 110 mil pessoas foram beneficiadas diretamente.

Para Andréa, a pandemia deixou ainda mais evidente a relevância de desempenhar um papel transformador na sociedade. “Acredito que é uma oportunidade para o trabalho de sustentabilidade ajudar a construir o novo mundo que queremos.”

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.