Fundação Dom Cabral seleciona 13 pequenas organizações sociais para capacitação

Com apoio do Movimento Bem Maior e do Instituto Phi, formação será 100% online

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A Fundação Dom Cabral inicia nesta semana nova turma do Programa Basis, que desenvolve pequenas organizações sociais que trazem impacto para suas comunidades. A iniciativa oferece fundamentos de governança e gestão para qualificar os resultados e a sustentabilidade das entidades.

Com apoio do Movimento Bem Maior e do Instituto Phi, responsável por selecionar organizações a partir do critério de potencial para escalar o impacto social, foram escolhidas 13 participantes de São Paulo.

São elas: Associação Capão Cidadão, Casa do Todos, Projeto Sonhar, Libertários do Capão, Observatório da Longevidade Humana e Envelhecimento, Estou Refugiado, Associação Desportiva Facex, Rede de Atenção às Pessoas Egressas do Sistema Prisional, Associação FAZ, Instituto Usina dos Atos, Afago-SP, Responsa e Nosso Olhar.

A formação, que será online, aborda temas como estratégia, governança, pessoas, processos, finanças, mobilização de recursos e comunicação.

A ex-senadora e ex-ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, participa da abertura do programa. Ela contará sua experiência, desafios e identificação de oportunidades em relação a causa que escolheu, ou seja, o desenvolvimento sustentável e da preservação da natureza.

"O Basis une gestores de organizações sociais a patrocinadores de empresas, institutos e fundações. A Dom Cabral contribui, também, com sua equipe de professores para apoiar o desenvolvimento destas iniciativas de impacto social", afirma Nádia Rampi, responsável pelo Centro Social Cardeal Dom Serafim da Fundação Dom Cabral.

Em 2020, a escola lançou o Centro Social para apoiar jovens em situação de vulnerabilidade social, empreendedores da base da pirâmide, gestores de organizações sociais e as próprias organizações sociais, por meio do desenvolvimento e capacitação.

“Proporcionar capacitação para que organizações sociais sejam cada dia mais aptas a trabalharem com mais eficiência pela sociedade é um investimento que gera retorno exponencial e que impacta muitas comunidades e lideranças locais", diz Carola Matarazzo, diretora executiva do Movimento Bem Maior.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.