Descrição de chapéu Coronavírus

Mortes pelo novo coronavírus passam de 100 mil nos EUA

Estado de Nova York tem quase um terço das mortes no país, mais 29 mil

AFP

Os Estados Unidos superaram nesta quarta-feira (27) a marca dos 100.000 mortos por Covid-19, um número muito superior ao restante do mundo, segundo levantamentos feitos pela Universidade Johns Hopkins e pelo The New York Times.

O país registrou sua primeira morte pela Covid-19 há cerca de três meses e tem no momento 100.276 mortos, segundo a Johns Hopkins. Desde então, 1.695.776 infecções foram registradas nos Estados Unidos, de acordo com a instituição, com sede em Baltimore.

O estado de Nova York tem quase um terço das mortes no país (29.370), onde bandeiras foram hasteadas a meio mastro no fim de semana passado em homenagem às vítimas.

Segundo as autoridades, a doença já tinha provocado mortes em meados de fevereiro, mas a causa real dos óbitos era desconhecida na época.

O número de 50 mil vítimas foi superado há pouco mais de um mês, em 24 de abril.

Na terça-feira, os Estados Unidos registraram pelo terceiro dia consecutivo menos de 700 mortes em 24 horas.

Após boletins diários com mais de 2.000 falecidos entre o início de abril e maio, o país não excedeu esse limite por 20 dias, embora tenha continuado a registrar mais de 1.000 mortes por dia nas últimas três semanas.

Apesar do grande número de vítimas, o país começou a levantar medidas de confinamento em todo o território sob o impulso do presidente Donald Trump, que está determinado a reativar a economia.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.