Descrição de chapéu Coronavírus

Governo Doria prorroga fase de transição em SP e estende funcionamento de comércio e serviços

Estabelecimentos comerciais poderão abrir, das 6h às 20h, a partir deste próximo sábado (1º) em todo o estado

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Gonçalves (MG)

O governo de João Doria (PSDB) prorrogou a fase de transição do Plano SP de contenção da pandemia de Covid-19 e estendeu o horário de funcionamento dos setores de comércio e serviços, que poderão funcionar das 6h às 20h a partir deste sábado (1º).

A medida foi anunciada nesta quarta-feira (28), em coletiva à imprensa realizada no Instituto Butantan (zona oeste), pelo governador Doria e a cúpula de sua gestão responsável pela implantação das medidas de enfrentamento ao coronavírus.

A fase de transição foi colocada em prática no dia 18 deste mês e terminaria nesta sexta-feira (30). Com a prorrogação, a transição ficará válida até o dia 9 de maio.

“Damos assim a continuidade gradual e segura de abertura da economia do estado de São Paulo para recuperar empregos e dar oportunidades aos brasileiros de nosso estado de terem acesso a renda, salário e dignidade em suas vidas”, disse Doria.

A transição foi concebida, segundo o governo paulista, para que alguns setores da economia pudessem reabrir aos poucos seguindo regras específicas de funcionamento durante a crise sanitária.

Quando foi implantada, a transição já permitiu a reabertura do comércio e das atividades religiosas. O setor de serviços, que inclui os restaurantes, os salões de beleza e as academias, começou a funcionar a partir do dia 24 —todos em horários escalonados.

Até o dia 9 de maio, as atividades com atendimento ao público só poderão operar com até 25% de sua capacidade, também respeitando o distanciamento social, o uso de máscara e de álcool em gel para clientes e funcionários.

Continuarão em vigor o toque de recolher noturno imposto à população, das 20h às 5h, o teletrabalho para atividades administrativas e o escalonamento do horário de entrada e saída de atividades de comércio, serviços e indústrias.

Segundo Jean Gorinchteyn, secretário de Saúde do governo paulista, a ampliação de funcionamento das atividades não é um convite para as pessoas saírem de casa. "Se puder e necessário for só saia de casa com responsabilidade", disse.

Apesar da melhora dos indicadores da pandemia, a taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) ainda é de 80% no estado. "No início do mês era de 93%".

Houve queda nos novos casos de Covid (-15,7%), nas internações (-6,8%) e nos óbitos (-21,8%). Os números de óbitos vem registrando redução há duas semanas epidemiológicas consecutivas, afirmou o secretário.

Patrícia Ellen, secretária de Desenvolvimento Econômico, afirmou que o estado tem registrado uma redução de ao menos 1% no número de leitos ocupados por semana. Mas, para ela, é preciso manter as medidas já implementadas.

Ellen também disse que o Plano SP deverá ser revisado na próxima semana para o estado "controlar a pandemia e, ao mesmo tempo, garantir uma retomada econômica responsável".


Veja como ficam o comércio e os serviços a partir de sábado (1º)

Restaurantes e similares

  • Consumo local entre 6h e 20h

Salões de beleza e barbearias

  • Atendimento local entre 6h e 20h

Atividades culturais

  • Atendimento presencial entre 6h e 20h

Academias

  • Atendimento presencial entre as 6h e as 20h

Parques estaduais e municipais

  • Funcionamento entre 6h e 18h

  • Ambientes fechados (academias, bibliotecas, espaços de leitura, brinquedotecas, orquidários, viveiros, espaços de monitoria ambiental) permanecerão sem uso

  • Proibidos a realização de eventos e o uso de quadras, equipamentos de ginástica e playgrounds (exceto quadra de tênis)

RESTRIÇÕES

  • Estabelecimentos com limite de ocupação de 25%

  • Aplicação de protocolos sanitários

  • Toque de recolher entre 20h e 5h

  • Teletrabalho para atividades administrativas não essenciais

  • Escalonamento do horário de entrada e saída de atividades do comércio, serviços e indústrias

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.