São Paulo pode ter três zagueiros para confronto contra o Rosário

Equipe de Diego Aguirre estreia na Sul-Americana fora de casa

O técnico uruguaio Diego Aguirre, do São Paulo
O técnico uruguaio Diego Aguirre, do São Paulo - Ronny Santos - 16.mar.18/Folhapress
 
São Paulo

O São Paulo estreia nesta quinta (12) na Copa Sul-Americana contra o Rosário Central, às 21h30, na Argentina, possivelmente com novidades em seu sistema tático.

O técnico uruguaio deve iniciar a partida com uma formação de três zagueiros, assim como terminou o duelo  de ida das quartas de final da Copa do Brasil para o Atlético-PR na quarta-feira (4) passada, quando perdeu por 2 a 1, na Arena da Baixada.

O trio defensivo pode ser formado por Rodrigo Caio, Arboleda e Éder Militão. Este último, zagueiro de origem que vinha atuando improvisado na lateral direita. Com isso, Régis assumiria a ala da equipe por aquele lado.

Se isso acontecer, quem deve perder a vaga no time titular é o atacante Marcos Guilherme. Assim, o ataque da equipe teria apenas Tréllez como jogador de ofício da posição, com o meio-campista Nenê atuando próximo dele.

Aguirre assumiu a vaga do demitido Dorival Júnior no início de março.

Desde então ele coloca como objetivo acertar o sistema defensivo para depois ajustar os outros setores do time, como o ataque.

Para o confronto contra os argentinos, o São Paulo não terá Diego Souza. O jogador não viajou com o resto do elenco por opção do treinador. O atleta de 32 anos foi contratado no início deste ano por R$ 10 milhões.

Com atuações irregulares, Diego Souza viu sua situação na equipe se complicar após perder um pênalti na eliminação para o Corinthians na semifinal do Campeonato Paulista.

O Rosário Central contará com o retorno de seu atacante e capitão Marco Ruben, que não atuou na da última rodada do Campeonato Argentino.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.