Descrição de chapéu Copa do Mundo

Após recusa de muçulmano, cervejaria muda prêmio de melhores da Copa

Goleiro Mohamed El-Shenawy não aceitou troféu dado pela Budweiser

Mohamed El-Shenawy, do Egito, faz defesa em partida contra o Uruguai
Mohamed El-Shenawy, do Egito, faz defesa em partida contra o Uruguai - Hector Retamal - 15.jun.2018/AFP
Fábio Aleixo
Moscou

Eleito o melhor jogador em campo na derrota do Egito para o Uruguai por 1 a 0 na sexta-feira (15), o goleiro Mohamed El-Shenawy recusou o troféu oferecido pela Budweiser, patrocinadora da Fifa e do prêmio "Man of The Match". Muçulmano, ele não consome álcool.

Em respeito às crenças religiosas, a Fifa e a Budweiser passaram a oferecer um cerimonial diferente para quem se sentisse incomodado com o logotipo da cervejaria. 

"Nós respeitamos as crenças religiosas de todos os jogadores e trabalhamos com a Fifa para fazer um cerimonial diferente para aqueles que não querem aparecer com a marca da Budweiser por questões de religião. O eleito 'Man of the Match' pode ficar posicionado em frente a um backdrop genérico da Fifa e ser entrevistado", disse em nota enviada à Folha a AB INbev, proprietária da marca Budweiser.

"Mohamed El-Shenawy agiu desta maneira e o cumprimentamos por seu feito", completou a cervejaria.

O prêmio de melhor em campo é oferecido pela Fifa e a pela Budweiser após eleição feita pela internet durante a partida em três plataformas diferentes —no site da Fifa, no aplicativo da entidade para celular ou na rede social Twitter.

No empate entre Brasil e Suíça por 1 a 1, por exemplo, o prêmio ficou com Philippe Coutinho. 

Em 2014, o argentino Lionel Messi foi o jogador que mais venceu o prêmio de Budweiser de craque da partida. Ele foi escolhido como o "Man of the Match" em 4 das 7 partidas que disputou, levando o troféu após as partidas da Argentina contra Bósnia, Irã, Nigéria e Suíça.

Logo depois do argentino, Keylor Navas, da Costa Rica, James Rodriguez, da Colômbia, e Arjen Robben, da Holanda, foram eleitos em três partidas cada um.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.