Descrição de chapéu Copa do Mundo

Palco da estreia, Moscou, enfim, respira Copa do Mundo

Centenas de pessoas de diferentes países se confraternizavam na região da Praça Vermelha

Fãs russos do Brasil posam em frente ao Kremlin, em Moscou, três dias antes do início da Copa
Fãs russos do Brasil posam em frente ao Kremlin, em Moscou, três dias antes do início da Copa - Vasily Maximov/AFP
Eduardo Geraque
Moscou

O clima de Copa enfim chegou ao coração da capital Moscou. No início da noite desta segunda-feira (11), pelo horário local, centenas de pessoas de diferentes países se confraternizavam na região da Praça Vermelha, do lado do relógio que marca a contagem regressiva para o Mundial.

No alto de uma mureta, os jovens russos, que no domingo haviam enchido a inauguração da Fan Fest, quando 25 mil pessoas estiveram nos shows perto da Universidade Estadual de Moscou, era o grupo mais entusiasmado. Com bandeiras e gritos de guerra eles incentivam o time da casa, que não tem chances de ganhar a taça.

Fora outros grupos da própria Europa, como os franceses, ou da África, como os egípcios que exaltavam o meia Mohamed Salah, a preponderância de torcedores era da América Latina.

“É a terceira Copa que venho, após a da Argentina, em 1978, e a do próprio Brasil, em 2014, afirma o uruguaio Fernando Audiffred, de 66 anos. Torcedor do Peñarol, ele disse que viajou ao Nordeste do Brasil de carro, mas que agora, por motivos óbvios, não deu para fazer a mesma coisa desde Montevidéu.

Com um chapéu e uma faixa azul e branca, o torcedor uruguaio chamou a atenção até da polícia. Guardas moscovitas pediram para tirar uma foto com ele.

 

" O Uruguai tem que passar da primeira fase. Esta é a minha expectativa. Depois vamos ver o que ocorre nas oitavas de final contra a Espanha ou Portugal”, projeta o torcedor sul-americano. “No Brasil viajamos 7 mil quilômetros sem nenhum problema”, recorda.

A equipe azul e branca está no grupo A, ao lado de Rússia, Arábia Saudita e Egito, contra quem será a estreia na sexta-feira (15).

A única camisa do Brasil na região, durante o início da noite, era de uma criança russa.

Mas outros grupos latinos, como mexicanos, peruanos, argentinos e principalmente colombianos faziam muito barulho. Vários russos, homens, mulheres e crianças pediram para tirar fotos com os torcedores estrangeiros.

 

O centro de Moscou também recebeu a visita de muitos torcedores do Irã, que estavam uniformizados com camisas e chapéus da seleção asiática.

Nesta terça-feira, dia 12, o clima estará mais festivo. Milhares de pessoas são esperadas para uma queima de fogos na Praça Vermelha. É feriado no país-sede da Copa por causa do Dia da Rússia.

A data é alusiva ao dia, em 1990, em que a Rússia, separada da antiga União Soviética, passou a ter sua própria Constituição. Parte da população até hoje acredita que comemorar a data, que sacramenta o fim da antiga federação de países, é contraditório.

JOGOS DO BRASIL

​17/06 – Domingo, às 15h
Copa do Mundo
Brasil x Suíça – Rostov-do-Don, Rússia
Na TV: Globo, SporTV e Fox Sports

22/06 – Sexta-feira, às 9h
Copa do Mundo
Brasil x Costa Rica – São Petersburgo, Rússia
Na TV: Globo, SporTV e Fox Sports

27/06 – Quarta-feira, às 15h
Copa do Mundo
Sérvia x Brasil – Moscou, Rússia
Na TV: Globo, SporTV e Fox Sports

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.