Descrição de chapéu Copa do Mundo

Torcida acorda após gol de Coutinho e grita 'olé' em arquibancada russa

Brasileiros estavam fantasiados de verde e amarelo, com chapéus e casacos

Camila Mattoso Diego Garcia Sérgio Rangel Luiz Cosenzo
São Petersburgo

São Petersburgo foi tomada por brasileiros nesta sexta-feira (22), dia de jogo da seleção contra a Costa Rica na cidade, pela segunda rodada do Grupo E da Copa do Mundo da Rússia. 

Se nos arredores, antes de o jogo começar, a festa era generalizada, dentro do estádio a empolgação foi menor. Segundo a Fifa, mais de 64 mil compareceram para assistir à partida. A maior parte de brasileiros.

A empolgação só voltou depois do gol de Coutinho, já nos acréscimos, com gritos de "olé". 

 

A noite que antecedeu o confronto mostrou o que estava por vir na cidade banhada pelo rio Neva. 

Fantasiados de verde e amarelo, com chapéus, camisas, casacos, calças e apetrechos, os brasileiros invadiram São Petersburgo. A festa começou na porta do hotel da seleção, chamado Corinthia, com bandeirão, samba e músicas.

E durou até o jogo desta sexta. O canto preferido foi o inventado para esta Copa, que diz: "58 foi Pelé, 62 foi Mané, 70 foi o esquadrão, primeiro tricampeão. 94, Romário; 2002, Fenômeno, primeiro tetracampeão, único pentacampeão. Brasil, leleleô". Mas a música foi cantada, principalmente, fora do estádio.

Dentro, os brasileiros começaram empolgados, com gritos de Brasil e hino a capela, mesmo após o fim da reprodução nos alto falantes da arena em São Petersburgo. 

Parecia tarde de festa, mas aos aos poucos virou preocupação. A Costa Rica armou a retranca e neutralizou todas as investidas da seleção nos 45 minutos iniciais.

O momento que mais animou a torcida antes do gol, que só saiu nos acréscimos, foi um chapéu de Neymar aplicado na ala direita, no meio da primeira etapa.

O camisa 10, contudo, não estava em tarde inspirada. E demonstrou nervosismo, ao discutir com os árbitros no caminho para os vestiários, apreensão que também foi parar nas arquibancadas.

Na volta para o intervalo, diversos brasileiros ainda estavam fora de seus lugares, comprando cerveja ou comida nos bares localizados nas partes internas do estádio. O telão anunciou o público: 64.468. Parte não viu Neymar perder sua primeira grande chance da partida, logo na volta do intervalo.

Em um dos momentos de embate entre o árbitro e o camisa 10 a torcida resolveu tomar partido, cantando em coro contra o juiz.

Após o gol do Coutinho, a festa tomou conta. Com gritos de "olé" e tambor, os brasileiros vibraram com a primeira vitória da seleção na Copa. Neymar ainda fez o segundo a segundos do fim da partida.

JOGOS DO BRASIL

27/06 – Quarta-feira, às 15h
Copa do Mundo
Sérvia x Brasil – Moscou, Rússia
Na TV: Globo, SporTV e Fox Sports

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.