Carrasco recente do Goiás, São Paulo volta ao Serra Dourada pelo Brasileiro

No último duelo entre as equipes, em 2015, vitória tricolor rebaixou os goianos

Toni Assis
São Paulo

Depois de estrear no Brasileiro com vitória, o São Paulo encara o Goiás fora de casa nesta quarta (1º), às 21h30, no Serra Dourada, palco onde foi carrasco do anfitrião na última vez em que as duas equipes se enfrentaram.

Há quatro anos, na última rodada do Nacional de 2015, o time do Morumbi selou a queda do Goiás para a Série B ao vencer o jogo por 1 a 0, gol do atacante Rogério, já nos acréscimos do segundo tempo em Goiânia.

Cuca segura a bola enquanto dá orientações ao time tricolor
O técnico Cuca orienta a equipe são-paulina durante treino no CT da Barra Funda - Rubens Chiri/saopaulofc.net

Desde então, o Goiás amargou três temporadas na Série B do Campeonato Brasileiro e só garantiu retorno à elite no ano passado.

No retrospecto geral, a vantagem é do São Paulo, que em 48 jogos tem 21 vitórias, contra 14 do Goiás, além de 13 empates.

Já no Serra Dourada, o histórico favorece o time da casa. Em 21 confrontos, foram 5 vitórias da equipe tricolor, 9 empates e 7 derrotas.

A partida desta quarta marca ainda o reencontro do técnico Cuca com a torcida esmeraldina. Foi a partir de 2003, quando assumiu o Goiás ameaçado de rebaixamento, que o treinador ganhou visibilidade nacional.

Naquela campanha, ele engatou 16 jogos de invencibilidade (8 vitórias) e terminou o Brasileiro com o Goiás na nona colocação.

Contratado pelo próprio São Paulo em 2004, Cuca levou o time às semifinais da Libertadores e a partir daí foi consolidando a sua carreira com passagens por clubes da Série A.

Ciente da dificuldade de jogar no Serra Dourada, o comandante pediu paciência à torcida diante do quadro de reformulação do time. “São muitas mudanças, muda o perfil da equipe, característica de jogo e jogadores.”

O maior desafio do treinador nesta segunda rodada é ambientar o recém-chegado Tchê Tchê ao meio-campo. O reforço vai contar com Hudson e Igor Gomes ao seu lado no setor.

O meia Hernanes, que entrou no segundo tempo do jogo contra o Botafogo por estar se recuperando de uma lesão na coxa esquerda, deve continuar no banco. Na frente, Pato atuará mais centralizado, enquanto Everton e Antony tentarão as penetrações em velocidade.

Na defesa, Cuca deve repetir os nomes da vitória contra o Botafogo. Igor Vinícius, que teve boa atuação, continua na lateral direita enquanto Hudson estiver no meio. O miolo de zaga vai com Arboleda e Bruno Alves, e Reinaldo segue na lateral esquerda.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.