Brasileiros sem time igualam torcida do Flamengo, mostra Datafolha

Pesquisa mostra que ao menos um quinto da população não tem um clube

São Paulo

Na pesquisa realizada pelo Datafolha sobre os times de preferência dos brasileiros, “nenhum” foi a resposta mais recorrente. O levantamento mostrou que ao menos um quinto da população não se declara torcedor de uma equipe.

Nas entrevistas realizadas entre os dias 29 e 30 de agosto, 22% afirmaram não ter um clube. Isso representa mais até do que os 20% que se dizem torcedores do Flamengo, embora a diferença esteja dentro da margem de erro da investigação (dois pontos percentuais para mais ou para menos). Há, portanto, um empate técnico entre os sem time e os flamenguistas.

Foram ouvidas 2.878 pessoas, maiores de 16 anos, em 175 municípios de todo o país. Também apareceram entre os favoritos de ao menos 1% dos entrevistados Corinthians (14%), São Paulo (8%), Palmeiras (6%), Vasco (4%), Cruzeiro (4%), Grêmio (4%), Internacional (3%), Santos (3%), Atlético-MG (2%), seleção brasileira (2%), Botafogo (1%), Bahia (1%), Fluminense (1%), Sport (1%), Santa Cruz (1%), Fortaleza (1%), Vitória (1%) e Ceará (1%).

A porcentagem dos sem clube vem se mantendo estável nas pesquisas feitas pelo Datafolha nesta década. Eles representavam 23% da população nos levantamentos de 2012 e 2014. O número passou a ser de 22% em 2018 e foi mantido no estudo mais recente.

Confira os detalhes da pesquisa Datafolha sobre as torcidas:

– Um em cada cinco brasileiros torce para o Flamengo, aponta Datafolha
– Brasileiros sem time igualam torcida do Flamengo, mostra Datafolha ​
– Dupla Grenal faz região Sul única sem Fla e Corinthians com mais torcida
– Quase metade no Norte torce por times de futebol do Rio
– Em sua região, times nordestinos têm menos torcida do que Fla
– Centro-Oeste tem domínio de torcidas de times do Sudeste
– Corinthians e Flamengo empatam em torcida no Sudeste
– Torcidas de Santos e Vasco têm mais homens do que mulheres

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.